Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quinta, 15 de novembro de 2018

INVESTIGAÇÃO

Guarda Municipal que ameaçou matar
ex poderá ser expulso da coorporação

Servidor será afastado por período inicial de 60 dias

14 JUL 2017Por MARIANE CHIANEZI17h:42

A Guarda Civil Municipal (GCM) informou que o servidor, de 46 anos, que ameaçou e atirou contra a casa da ex-esposa, no Bairro Vila Margarida, em Campo Grande, será afastado preventivamente por 60 dias e poderá até ser expulso do quadro da corporação.

Em nota, a GCM também disse que o procedimento interno para apurar os fatos será por processo administrativo disciplinar. O Guarda Municipal será desligado das funções por dois meses, inicialmente.

“A Secretaria repudia atos infracionais de qualquer natureza. Nesse sentido, as medidas administrativas às quais ele está sujeito é a abertura de processo administrativo pelo corregedor para apurar as faltas disciplinares do referido servidor, que poderá concluir pela demissão sua do quadro de servidores da Guarda Civil Municipal”, informou a nota.

CASO

O guarda foi preso em flagrante nesta manhã, após ameaçar e atirar contra a casa da ex-esposa, no Bairro Vila Margarida, em Campo Grande. Ele não aceitava o novo relacionamento da mulher.

Os vizinhos escutaram tiros e acionaram a Polícia Militar, conforme boletim de ocorrência. No local, policiais ouviram dois disparos e guarda tentou fugir, mas foi contido.

Filha do casal informou que o pai estava efetuando vários disparos antes de a polícia chegar. Conforme relato da mulher, o ex-marido não aceitava o novo relacionamento dela e chegou a ameaça-la de morte.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também