Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

impacto

Greve de médicos vai para 3º dia
e prefeitura monta 'operação'

Número de enfermeiros em unidades foi aumentado para driblar greve

27 JUN 17 - 18h:18RODOLFO CÉSAR E TAINÁ JARA

A greve dos médicos vai para o terceiro dia nesta quarta-feira (28) e a adesão, segundo o sindicato da categoria, é de 90%, do efetivo de 961 profissionais. A Prefeitura de Campo Grande sustenta não ser possível garantir os 27% de reajuste pleiteado.

Em agenda pública hoje, o prefeito Marcos Trad (PSB) informou que medida emergencial foi tomada pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) e um número maior de enfermeiros passaram a trabalhar nas unidades do SUS na Capital para minimizar os impactos da paralisação.

No Centro Regional de Saúde (CRS) do Aero Rancho, por exemplo, nesta terça-feira havia apenas um profissional trabalhando, quando a escala previa cinco. Havia fila, conforme apurado pelo Portal Correio do Estado na tarde de hoje.

"Por que vamos conceder reajuste só para os médicos?", apontou o prefeito no contexto que outras categorias não receberam aumento neste ano. Houve, em alguns casos, incorporação de gratificações e benefícios como é o caso da Guarda Municipal.

Os guardas tinham salário-base de R$ 897 e, por meio de lei aprovada na Câmara e promulgada pelo Executivo, esse valor passou para R$ 1.580.

A Prefeitura da Capital acionou a Justiça Estadual para barrar a greve e foi concedida liminar. O Sindicato dos Médicos de Mato Grosso do Sul (SinmedMS) já foi notificado e corre prazo de multa de R$ 10 mil por dia. A entidade recorreu e há um novo prazo de 48 horas em curso para que haja manifestação no processo.

Se o governo municipal conceder o aumento pleiteado pelos médicos, os cálculdos do Executivo apontam que gasto com folha aumentaria em R$ 3,9 milhões mensais, o que causaria a ultrapassagem do limite de responsabilidade fiscal imposto aos órgãos públicos.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Bolsonaro desiste de indicar Eduardo para a Embaixada
DIZEM INTERLOCUTORES

Bolsonaro desiste de indicar Eduardo para a Embaixada

Tempestade com ventos de 131 km/h causa destruição em MS
ASSUSTOU MORADORES

Tempestade com ventos de 131 km/h causa destruição

Proprietária expulsa ciclistas que se abrigavam de chuva em posto de combustíveis
VEJA O VÍDEO

Ciclistas são impedidos de se abrigarem de chuva em posto

Estado criou 917 vagas em setembro, aponta Caged
EMPREGOS

Estado criou 917 vagas em setembro, aponta Caged

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião