Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

Contrapartida

Governo repassará mais de R$ 60 milhões
à Prefeitura para continuidade de obras

Recurso será usado para garantir contrapartidas de obras do PAC

17 AGO 2017Por LUCIA MOREL15h:16

Recursos superiores a R$ 60 milhões devem ser repassados pelo governo de Mato Grosso do Sul à prefeitura de Campo Grande na semana que vem para continuidade de obras paradas há pelo menos cinco anos na Capital. 

Durante agenda para dar início à pavimentação e drenagem das avenidas 1 e 2, no Distrito Industrial Indubrasil, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) afirmou que “estamos finalizando e vamos anunciar dia 22, mas com certeza ultrapassa investimento de R$ 60 milhões, que será usado de contrapartida da prefeitura que o Estado está assumindo”.

O recurso é para que obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e também previstas no Orçamento Geral da União (OGU) tenham continuidade. Há dinheiro federal para ser usado, mas a prefeitura não tinha condições financeiras de arcar com as contrapartidas.

Segundo Azambuja, obras de pavimentação, drenagem, recapeamento, reconstrução de vias públicas, terminais de ônibus e saneamento serão contempladas. 

“São inúmeras obras em inúmeros bairros que estavam paralisadas dos governos anteriores por falta de sintonia entre a prefeitura e os ministérios”, destacou.

O governador comentou também que o próprio governo do Estado foi à Brasília fortalcer os pedidos da Capital. “Conseguimos destravar isso no Ministério das Cidades e agora nós teremos investimentos em mais de 17 localidades, bairros de Campo Grande”.

O governador lembrou que as obras escolhidas como prioritárias a receberem as contrapartidas “têm muito a ver com o que os vereadores nos levaram como prioridade”, afirmou. 

Na edição de hoje, o Correio do Estado informou que no dia 6 de julho os parlamentares visitaram o governador e pleitearam ajuda para 21 obras paradas em Campo Grande. A prefeitura precisa de R$ 400 milhões. 

Os recursos de que o Estado vai dispor são próprio e também do Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundersul).
 

Leia Também