Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 18 de novembro de 2018

Campo Grande

Governo do Estado atrasa R$ 19 milhões
em repasses para a prefeitura

Recursos deveriam ser aplicados na saúde pública, como em medicamentos e até no Samu

10 JUL 2017Por Natália Yahn05h:00

A dívida do governo do Estado com a Prefeitura de Campo Grande só aumenta. Em seis meses, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) deixou de receber mais de R$ 19,6 milhões em repasses para quatro áreas responsáveis por diferentes serviços oferecidos. Entre os dias 9 de junho e 7 de julho deste ano, os valores em atraso cresceram R$ 5,6 milhões. Reportagem publicada pelo Correio do Estado na edição do dia 10 de junho apontava que a dívida do Estado com o município chegava a R$ 15 milhões. 

Agora, relatório financeiro da Sesau – assinado pelo diretor Elias Reis de Souza –, ao qual o Correio do Estado teve acesso com exclusividade, confirma atraso em repasses que soma R$ 19.678.693,50, entre o terceiro quadrimestre de 2016 e o mês de junho. Ao todo, quatro blocos de serviços foram prejudicados: Assistência Farmacêutica (R$ 950.368,44), Vigilância em Saúde (R$ 34.144,88), Atenção Básica (R$ 2.349.078,80) e Média e Alta Complexidade (R$ 16.345.161,38).

A área mais comprometida, até agora, é justamente a da Média e Alta Complexidade, com falta de repasse relativo ao termo de cooperação com a Santa Casa, no valor de R$ 1,820 milhão. O maior hospital do Estado, de acordo com o relatório apresentado pela Sesau, não recebeu também o valor relativo ao convênio para atendimento da população, de R$ 750 mil. 

Reportagem completa está na edição de hoje do Correio do Estado.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também