Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

AÇÃO TRUCULENTA

GM flagrado em ação truculenta é afastado e diz ter agido com arma de brinquedo

A Guarda Municipal informou que abriu sindicância para apurar as circunstâncias do fato

3 SET 15 - 11h:02LAURA HOLSBACK

O guarda municipal flagrado com suposta arma de fogo em ação truculenta, ontem (2), no Centro de Campo Grande, foi afastado das atividades e, em depoimento, alegou que estava em posse de um simulacro de pistola (arma de brinquedo). A informação é do responsável interino pela divisão operacional da corporação, Thiago Souza.

Tão logo o caso foi repercutido depois de publicado no Portal Correio do Estado, o funcionário público, que teve a identificação preservada, foi convocado e prestou esclarecimentos à corregedoria da Guarda Municipal. “Disse que estava com simulacro. Justificou a posse da arma, que imita pistola, por estar se sentindo ameaçado por conta de situações anteriores. Não esclareceu exatamente quais são elas”, informou Thiago.

Ainda conforme o chefe interino, o guarda estava cedido à Agência Municipal de Trânsito (Agetran) e foi afastado por tempo indeterminado do serviço de segurança pública.

Thiago também citou que foi aberta sindicância para apurar devidamente as circunstâncias do episódio. “A corregedoria vai ouvir testemunhas e avaliar o que de fato aconteceu. É prematuro darmos qualquer informação sobre a ação”, pontuou.

A AÇÃO

O guarda municipal foi flagrado por equipe de reportagem do Portal Correio do Estado, ontem, pela manhã, abordando um ladrão, na Rua Marechal Cândido Mariano Rondon, perto da Rua 14 de julho, no centro da cidade. Série de imagens registraram ele apontando uma arma, que parecia ser pistola, no pescoço do suspeito, que, segundo testemunhas havia roubado a mochila que tinha nas costas em um dos comércios da região.

O fato questionado até mesmo por pessoas que assistiram a cena se refere à permissão para o uso de armas.

Parte da corporação da Guarda Municipal de Campo Grande foi autorizada a atuar nas ruas da cidade com armas de fogo, para colaborar, junto com policiais, na repressão à criminalidade. No entanto, o porte será fornecido, somente, após série de avaliações e treinamentos técnicos, que ainda não ocorreram.

No mês passado, o ex-secretário municipal de segurança, Valério Azambuja, anunciou que a capacitação está prevista para começar neste mês, mas não definiu data. Cerca de 220 guardas municipais devem ser treinados para atuar armados.

Abaixo, imagens mostram o momento em que o ladrão é perseguido por comerciante, dominado e abordado pelo servidor municipal, que recolhe a suposta pistola ao notar presença da imprensa.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Doadores reclamam da demora e espera é de quase três horas
DOAÇÃO DE SANGUE

Doadores reclamam da demora e espera é de quase três horas

A cada quatro dias uma pessoa é assassinada em Campo Grande este ano
HOMICÍDIO DOLOSO

A cada quatro dias uma pessoa é assassinada em Campo Grande este ano

Cronograma é mantido e porto será inaugurado em fevereiro
MURTINHO

Cronograma é mantido e porto será inaugurado em fevereiro

Tribunal mantém ação contra Puccinelli na Justiça Estadual
PROPINA DA JBS

Tribunal mantém ação contra Puccinelli na Justiça Estadual

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião