Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 21 de janeiro de 2019

Área oeste

Famílias peregrinam por consulta
mesmo com posto ao lado de casa

Moradores estão a quatro quadras da UBSF Vila Fernanda, mas só podem ser atendidos na do Caiobá

2 OUT 2017Por Jones Mário06h:00

Imagine morar a cinco minutos do posto de saúde, mas só conseguir atendimento na unidade três vezes mais distante. O problema é realidade de moradores da região oeste de Campo Grande, em área que abrange os bairros Vila Fernanda, Portal Caiobá I e II e o Residencial Celina Jallad.

O conflito abrange duas Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs). Uma delas é a Maria Ivone de Oliveira Nascimento Arakaki, chamada de Vila Fernanda, mas cujo endereço é identificado pela Secretaria Municipal de Saúde Pública (Sesau) como Portal Caiobá II. A outra é a Sra. Maria de Lourdes dos Santos, localizada no Portal Caiobá e conhecida pelo mesmo nome.

A UBSF Vila Fernanda é recente - inaugurada em 2014 - e, além dos moradores do bairro que batiza a unidade, atende quem reside no Riviera Park e Portal Caiobá, conforme apontam avisos nas paredes do local. O prédio, porém, fica a quatro quadras do início do loteamento Rancho Alegre, contemplado pela UBSF Portal Caiobá. 

Reportagem completa está na edição de hoje do Correio do Estado.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também