Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 13 de novembro de 2018

assassinato kauan

'Estávamos nos reerguendo, mas
agora tudo desmoronou', diz tia

Corpo de menino não foi encontrado e família espera por último adeus

25 AGO 2017Por MARIANE CHIANEZI20h:08

Últimos fragmentos de esperança em encontrar Kauan Andrade vivo chegou ao fim para família da criança, de 9 anos. Após desfecho brutal da história vir à tona na manhã de hoje, familiares levaram “um balde de água fria” na espera de que um dia, garoto voltaria vivo para casa.

“Na nossa cabeça, ele ainda estava vivo e hoje isso acabou. Estávamos nos reenguendo, mas agora tudo desmoronou de novo”, disse Luzinete dos Santos Andrade, de 34 anos, tia do menino, ao Portal Correio do Estado.

Encerramento das buscas por suposto corpo de criança jogada no Rio Anhanduí levantaram fé da família em crer que Kauan estava vivo.

“Estávamos melhor, tínhamos recuperado a fé em Deus de que ele estava vivo. Ainda não estávamos acreditando no quão bárbaro foi o crime com tudo isso divulgado pela polícia hoje”, declarou tia, muito abalada com fase final das investigações policiais.

Tristeza do esclarecimento do que de fato aconteceu, atingiu principalmente a mãe do menino, Janete, que classificou momento como uma grande dor em poucas palavras trocadas com reportagem por telefone.

Junto à irmã e demais filhos ao redor, Janete declarou poucas palavras. “Muito difícil, é muito dolorido”, proferiu a mãe, com voz trêmula.

Fé da família busca se renovar, pois corpo do menino ainda não foi localizado e enquanto isso, familiares anceiam por último adeus.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também