Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 21 de janeiro de 2019

GRANDES GERADORES

Empresas poderão pagar
até seis vezes mais pelo descarte de lixo

Abrasel tentará pacote de desconto com a Solurb

14 JAN 2019Por IZABELA JORNADA13h:19

Empresas notificadas por serem consideradas grandes geradores de lixo terão até o fim do ano de 2019 para se enquadrarem na nova determinação da Prefeitura de Campo Grande sobre a coleta de resíduos. O descarte de resíduos sólidos de alguns estabelecimentos comerciais chegava a custar R$ 1 mil por mês, com o decreto que entrou em vigor em setembro de 2018, grandes geradoras de lixo terão um acréscimo de até seis vezes mais.

Esse é o caso de restaurante localizado na Rua da Paz, a empresa tem contrato com a Solurb e paga mensalmente R$ 1 mil em duas caçambas para que a concessionária de lixo se responsabilize pelo descarte. “Com a nova regra, acredito que passaremos a pagar uns R$ 5 mil a R$ 6 mil pelo serviço”, adiantou o gerente do estabelecimento, Tommy Menegazo.

Reunião entre o presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Juliano Wertheimer e a Solurb está marcada para amanhã, terça-feira (15), para que a associação consiga desconto para atender os associados. “Abrasel tentará um pacote para todos os empresários, estamos esperançosos porque não podemos ficar com esse custo e também não podemos repassar para o cliente”, afirmou Menegazo.

Além da Solurb, mais dez empresas estão aptas a fazerem a coleta de lixo dos grandes geradores. A reportagem pediu a lista das empresas, mas até o momento do fechamento desta matéria, a Semadur não encaminhou. 

As onze empresas habilitadas a prestarem os serviços serão fiscalizadas pela Prefeitura de Campo Grande e terão que atender determinações como a obrigatoriedade de balanças em caminhões, além de oferecer frota de veículos com até cinco anos de uso.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também