Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Oportunidade

Empresas de desmanche podem se credenciar até setembro no Detran

Credenciamento terá o prazo de doze meses

24 AGO 15 - 09h:24DA REDAÇÃO

O Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran-MS) prossegue até o dia 07 de setembro com o credenciamento das empresas que atuam no ramo de desmontagem e destinação das peças usadas de veículos automotores. Após esse prazo, as empresas estarão operando de forma irregular.

O credenciamento é previsto na Lei Federal nº 12.977/2014 e tem o objetivo de melhorar o serviço prestado, coibir a comercialização de peças ilegais e consequentemente diminuir o índice de roubos e furtos de veículos.

A pessoa jurídica interessada em obter o credenciamento deverá protocolar, pessoalmente ou por carta registrada com aviso de recebimento ao Detran.

O credenciamento terá o prazo de doze meses, renovável sucessivamente pelo período de cinco anos. Neste período, o Detran-MS realizará vistorias com apoio da polícia em estabelecimentos credenciados, ou não, sem prévia informação e/ou autorização da empresa.

Outras informações sobre o credenciamento no telefone (67) 3368-0151.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Por dia, CCZ recebe 19 pedidos para exterminar escorpiões em residências
CAMPO GRANDE

Por dia, CCZ recebe 19 pedidos para exterminar escorpiões em residências

Sisu: MEC libera acesso ao resultado; Confira
APÓS DECISÃO DO STJ

Sisu: MEC libera acesso ao resultado; Confira

Justiça suspende bloqueio de R$ 13,2 milhões em bens de sócios da Solurb
REVIRAVOLTA

Justiça suspende bloqueio de R$ 13,2 milhões em bens de sócios da Solurb

Juiz da Capital extingue ação que pretendia anular contrato com a Solurb
COLETA DE LIXO E LIMPEZA

Juiz da Capital extingue ação que pretendia anular contrato com a Solurb

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião