Campo Grande - MS, quarta, 22 de agosto de 2018

Muay Thai e Jiu-Jitsu

Em projeto social gratuito, crianças têm noções de defesa pessoal e comportamento

"Gracie Barra Total Fight" está localizado no Bairro Planalto, na Capital

25 AGO 2017Por MARESSA MENDONÇA13h:23

Além das noções de defesa pessoal, crianças e adolescentes aprendem o respeito pela hierarquia, a importância da disciplina e, sobretudo, o valor da humildade por meio do “Gracie Barra Total Fight”.

É um projeto em que garotos e garotas de 7 a 16 anos têm acesso a aulas gratuitas de Muay Thai e Jiu- Jitsu em Campo Grande.

A ideia, do mestre de Jiu-Jitsu Abdallah Hassan e do professor Deneo Bento, surgiu em abril, mas só no mês passado é que o tatame foi montado na Rua Benjamin Constant, no Bairro Planalto, área central da Capital.

Pouco tempo depois, outros professores como Abertoni Neto e Rhino Diamante e proprietário da RM Casa de Carne decidiram apoiar o projeto.

Hoje são 20 pessoas cadastradas, mas a meta é aumentar este número para 50. "Queremos proporcionar uma vida mais saudável, promover inclusão social e revelar atletas", declara Abdalla.

REGRAS

O mestre explica que para participar as crianças precisam da autorização dos pais e da comprovação de que estão matriculadas em alguma escola. Não é preciso comprovar renda.

As aulas são realizadas às segundas, quartas e sextas-feiras das 17h até às 18h20min.

VOLUNTARIADO

E não são apenas as crianças que se beneficiam do  “Gracie Barra Total Fight”. Os professores, todos voluntários, também acabam aprimorando as técnicas quando estão ensinando. Além de Bento, Maruan Abdalla, de 18 anos e Vitor Hugo Rodrigues da Cunha, 22, atuam no “Gracie BarraTotal Fight”.

“Quero repassar todo aprendizado que eu tive também quando criança”, afirma Maruan, pontuando que, além de saúde os praticantes de Jiu-Jitsu ganham autoconfiança e ficam mais educados. “Passar isso para eles me deixa muito feliz e realizado e como atleta acabo amadurecendo muito. Me deixa mais confiante”.

Rodrigues tem opinião semelhante. “O que mais me motiva é poder ajudar as crianças a conhecerem a filosofia da arte marcial que é respeito, amizade e conhecimento. Isso me ajuda a crescer em meus próprios treinamentos e me incentiva a buscar conhecimento e aprimorar em técnicas”.

SERVIÇO - O projeto fica na na Rua Benjamin Constant, 284, no Bairro Planalto, área central da Capital. Outras informações podem ser obtidas por meio do telefone (67) 99212-2299.

 
  • (Gerson Oliveira/Correio do Estado)
  • (Gerson Oliveira/Correio do Estado)
  • (Gerson Oliveira/Correio do Estado)
  • (Gerson Oliveira/Correio do Estado)
  • (Divulgação)
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também