Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 20 de novembro de 2018

Campo Grande

Em oito anos, folha dos inativos
do município fica 471% mais cara

Em 2009, aposentadorias custavam R$ 3,8 milhões/mês; agora, R$ 21,9 mi

2 JUN 2017Por DA REDAÇÃO07h:00

O valor pago aos aposentados pela Prefeitura de Campo Grande é cinco vezes maior que o que era praticado há oito anos. A folha previdenciária saltou de R$ 3.835.984,65 em 2009 para os atuais R$ 21.918.723,55, crescimento de 471,3%.

O aumento no número de aposentados também foi exponencial, saindo de 1.876 há oito anos para os atuais 4.299, que representa 129,1%.

Vale ressaltar que entre janeiro e maio deste ano, 265 pessoas solicitaram aposentadoria ao Instituto Municipal de Previdência (IMPCG), o que deve aumentar ainda mais o desembolso nos próximos meses.

Hoje, a prefeitura arca com pelo menos R$ 9 milhões mensalmente para cobrir o deficit previdenciário, segundo o secretário de Planejamento e Finanças, Pedro Pedrossian Neto. Ou seja, da folha de quase R$ 22 milhões mensais, apenas R$ 13 milhões são efetivamente arrecadados. O restante depende de aporte dos cofres municipais.

O diretor de previdência do IMPCG, Geraldo Gonçalves, reforça que o que é arrecadado arca não apenas com o pagamento dos inativos, mas também dos pensionistas. Todos esses desembolsos beneficiam pelo menos 5,5 mil pessoas.

*Leia reportagem, de Lucia Morel, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também