Sábado, 24 de Fevereiro de 2018

Revolta

Fiscalização aumenta, população cobra e flagra
agente sem cinto

Diante do aumento de blitze, população cobra mais de agentes

8 AGO 2015Por ALINY MARY DIAS15h:31

Nas últimas semanas, os motoristas da Capital têm visto várias blitze em ruas e avenidas da cidade. O aumento na fiscalização é elogiado pela maioria dos moradores, no entanto, críticas sobre a arrecadação com a “indústria da multa” são frequentes. Diante disso, servidores que atuam em órgãos de fiscalização têm sido cobrados de perto pela população, exemplo disso é mais um vídeo que circula nas redes sociais e mostra dois agentes de trânsito sem cinto de segurança.

Na imagem gravada na última sexta-feira (7) pelo passageiro de um veículo de grande porte, aparentemente um caminhão, é possível ver um servidor da Agência Municipal de Trânsito (Agetran), que conduz um carro oficial, sem cinto.

A revolta dos dois ocupantes do caminhão é tanta que eles continuam gravando mesmo depois de o motorista perceber a ação. Mesmo flagrado, o agente continua o percurso, na Avenida Júlio de Castilhos, sem colocar o cinto.

Um dos leitores que enviaram o vídeo ao Portal Correio do Estado, e pediu para não ser identificado, afirma que a lei deveria ser para todos.

“E tenho percebido que os mais infratores são justamente os que deviam dar exemplo, mas parecem se julgar acima da lei”, relata o leitor.

Confira abaixo o vídeo:

OUTRO CASO

No decorrer da semana, outro flagrante parecido também foi compartilhado nas redes sociais. Dessa vez, um servidor da Agetran foi flagrado dirigindo e falando ao celular.

Sobre esse caso, a agência havia afirmado que iria apurar a denúncia e tomar as medidas administrativas cabíveis.

Em relação ao novo caso do vídeo, a reportagem não obteve o retorno da assessoria de imprensa da Agetran em razão de não haver expediente aos fins de semana.

WHATSAPP - Essa matéria foi sugerida por leitor através do nosso Whatsapp, envie sua sugestão pelo número 9971-4437.

 

Leia Também