sexta, 20 de julho de 2018

CRISE NA EDUCAÇÃO

Professores decidem continuar greve que já dura 56 dias

Reunião da categoria foi realizada depois de encontro entre comissão e Prefeitura

5 AGO 2015Por MARESSA MENDONÇA16h:42

Em assembleia realizada na tarde desta quarta-feira (5), professores da Rede Municipal de Ensino (Reme) decidiram continuar a greve que já dura 56 dias. O encontro da categoria é resultado de reunião realizada hoje de manhã entre comissão de docentes, secretários do governo e o Chefe do Executivo Municipal.

“O prefeito disse que faria um balanço de conciliação da receita municipal que vai priorizar colocar a folha de pagamento dos servidores em dia. Só depois disso vai avaliar proposta de aumento. A categoria rejeitou por unanimidade”, pontuou Geraldo Alves Gonçalves, presidente do Sindicato Campo-Grandense dos Professores (ACP).

Ainda segundo Geraldo, outra reunião com a categoria só deve ocorrer no dia 1º de setembro.

De acordo com a prefeitura, desde dezembro do ano passado, quando mais de R$ 100 milhões referentes ao repasse do ICMS não foram depositados nas contas da Prefeitura, a situação exigiu cortes.

A folha de pagamento foi de R$ 108 milhões (março) para R$ 90 milhões (junho). Em abril, cerca de 53,9% das receitas da Prefeitura eram gastos em salários. Hoje, o número está em 53,4% e precisa chegar a 51,3%.

Ainda segundo a prefeitura, como os repasses de verbas para o cofre do município diminuíram, a folha começou a consumir mais do orçamento.

Leia Também