domingo, 22 de julho de 2018

HABITAÇÃO

Em Campo Grande, 25% dos contemplados com casas não pegaram as chaves

Famílias foram sorteadas pela EMHA, mas não compareceram para assinar contrato

14 AGO 2015Por GABRIEL MAYMONE17h:12

Elas conquistaram o sonho de muitas famílias: foram contempladas com casa própria pela prefeitura. Porém, na hora de comparecer para assinar o contrato e receber as chaves dos imóveis, elas não apareceram. Isso aconteceu nesta sexta-feira (14) em Campo Grande, quando 50 dos 200 contemplados com casas da EMHA (Agência Municipal de Habitação de Campo Grande) não apareceram. Isso corresponde a 25% do total.

A ausência dos contemplados acarreta série de prejuízos para as famílias beneficiárias e moradores dos empreendimentos habitacionais e, principalmente, incentiva prática de invasões das unidades ociosas.

Segundo a prefeitura, as famílias foram convocadas para assinarem o lote residual de contratos dos residenciais Leonel Brizola I e II; José de Alencar I e II; Reinaldo Busaneli I e II e Zenóbio dos Santos, no entanto, 50 futuros mutuários não compareceram. Era preciso liberação da Caixa Econômica Federal, agente financeiro responsável pelos sete empreendimentos, para concluir a assinatura destes contratos.

A EMHA afirmou que a convocação é feita por meio dos telefones informados no ato do cadastro. A EMHA não informa a quantidade de unidades habitacionais ociosas em cada empreendimento para não incentivar a prática de invasões destas unidades. Famílias invasoras são notificadas a deixar os imóveis e, conforme sanção prevista em lei (Lei Complementar n. 134/2009), ficam impedidas de receber uma moradia de interesse social.

Leia Também