Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

FEMINISTA

'Deusas do Cerrado' estreia
mostrando a força da mulher

Desfile só começou quando uma delas terminou de amamentar

3 MAR 19 - 17h:41MARESSA MENDONÇA E RENATA VOLPE

O desfile do bloco de Carnaval feminista “Deusas do Cerrado” começou pouco depois das 16h30 na região da Orla Morena, em Campo Grande. A concentração começou pouco antes das 16h, mas as mulheres só saíram após uma delas terminar de amamentar.

Esta é a primeira vez que o bloco vai para as ruas da Capital. Uma das organizadoras, Natalia Felix, explicou que a ideia da criação do bloco surgiu da necessidade das mulheres em curtirem o Carnaval, especialmente aquelas com filhos. "É um bloco que pensa nas mães", declarou.

Segundo ela, os homens são bem vindos, mas, só podem cantar. O protagonismo de tocar os instrumentos musicais fica com as mulheres.

A psicóloga Márcia de Albuquerque, de 50 anos, foi ao evento acompanhada da filha de dez anos e do marido. Ela disse à reportagem ter o hábito de participar de blocos de rua. "Eu fiquei sabendo deste aqui porque participo do grupo mulheres pela democracia. Achei legal! Vem para fortalecer ainda mais as mulheres", pontuou.

Diferente de Márcia, a estudante Bianca de Souza, de 21 anos, não costumava participar de blocos de Carnaval, mas mudou de ideia quando ouviu falar do "Deusas do Cerrado". "Achei maravilhosa a ideia de ter mulheres no comando. Encontrei um bloco para mim", finalizou.

LEI DA IMPORTUNAÇÃO

As mulheres comentaram sobre a Lei 13.718/2018 que passou a vigorar neste Carnaval e torna crime atos de importunação sexual. Até então, os casos eram tratados como contravenção penal com penas apenas de multa ou prisão de curto prazo. A partir de agora, atos como passar a mão no corpo de alguém ou roubar um beijo passam a ser considerados crimes, com pena de prisão variando entre um e cinco anos.

"Não adianta só ter a lei tem que ser fiscalizada. Toda a mulher tem que ter sua liberdade de dançar e festejar e fazer o que quiser", disse Natalia.

Bianca completou que, ao menos uma vez na vida, toda mulher já sofreu importunação.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Deputados negociam manutenção de abono para quem ganha menos
CONTRA O TEMPO

Deputados negociam manutenção de abono para quem ganha menos

Árvore cai sobre veículo estacionado em rua de Campo Grande
CHUVA

Árvore cai sobre veículo estacionado em rua da Capital

Matagal em bairro nobre vira <br>depósito para lixo e água parada
ITANHANGÁ PARK

Matagal em bairro nobre vira depósito de lixo e água parada

Córrego Prosa enche e quase transborda durante forte chuva
TEMPO

Córrego Prosa enche e quase transborda durante chuva

Mais Lidas