Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 14 de novembro de 2018

comprou R$ 550

Desempregado saca FGTS para
'investir' no tráfico de drogas

Homem foi encontrado durante ronda da Polícia Militar

22 JUL 2017Por BÁRBARA CAVALCANTI09h:53

Com a possibilidade de sacar o dinheiro de contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), houve quem resolveu usar o recursos para investir no tráfico de drogas.

Foi o caso de Cleiton Araújo, de 27 anos, preso na noite de ontem (21), no Bairro Jardim Aero Rancho, região sul de Campo Grande. Conforme informações policiais, Cleiton estava vendendo maconha e quando abordado pela polícia confessou ter usado o FGTS para investir no comércio ilegal de drogas e sair de dificuldades financeiras.

O caso aconteceu por volta das 20h10 da noite de sexta-feira. A Polícia Militar realizava o policiamento preventivo na região do bairro Centenário durante a operação Cidade Segura, quando recebeu a denúncia de que havia alguém repassando algo aparententando ser drogas.

Os policiais encontraram Cleiton na Rua Charlote, no Aero Rancho, fizeram busca pessoal nele e não encontraram nada.

No entanto, como está relatado no boletim de ocorrência, ao ser questionado pela denúncia, Cleiton relatou àa equipe que estava passando por dificuldades financeiras, pois está desempregado e que quando sacou seu FGTS resolveu "investir no tráfico de drogas".

Ainda de acordo com o boletim, Cleiton entregou espontanemanete aos polícias duas porções de maconha que ainda não tinham sido comercializadas, além de dez pequnas porções já fracionadas para o consumo.

Depois de pesada na Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (Denar), a quantidade totalizou 634 gramas do entorpecente.

Cleiton ainda entregou aos policiais duas balanças de precisão e quantia de R$ 250. Ele também mencionou que

O suspeito foi preso e encaminhado à Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do Bairro Piratininga e terá de responder pelo crime de tráfico de drogas. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também