terça, 14 de agosto de 2018

NOVO ÁUDIO

Deputados garantem que
CPI da JBS vai continuar

Investigações seguirão mesmo com a revisão das delações de executivos

5 SET 2017Por Izabela Jornada13h:48

Deputados estaduais garantem que investigações de irregularidades fiscais no Estado vão continuar por meio da Comissão Parlmentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa. Mesmo com a aparente instabilidade, o líder do governo na Casa de Leis, deputado Rinaldo Modesto (PSDB) considera necessária a continuidade dos trabalhos. “Acredito que é importante continuar e ir até o fim. Todos os citados serão beneficiados com o atual cenário”, disse Rinaldo.

O líder do governo no Legislativo criticou também as instituições. “Sempre disso isso, as instituições devem ser mais moderadas. Hoje o guardião da constituição está em xeque”, disse Rinaldo ao se referir ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Um dos integrantes da CPI, deputado Eduardo Rocha (PMDB) também defende a continuidade das investigações. “Uma coisa não tem nada a ver com a outra. JBS é réu confesso. CPI vai finalizar e pediremos ao governador o ressarcimento da empresa ao Estado. Não sei de onde eles vão tirar. Mas eles têm que pagar”, disse Rocha.

O presidente da CPI, deputado Paulo Corrêa (PR), declarou que não está defendendo ninguém, mas acredita que as delações perderam a credibilidade quanto às acusações referentes a parlamentares. “A CPI vai continuar normalmente, mas os 1.890 políticos que foram citados, não foi bem assim”, defendeu o republicano, alegando que os irmãos Joesley e Wesley Batista são cabeças de crimes de corrupção no país. “A esperteza quando é muito grande vira bicho e engole o dono”.

Leia Também