Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 19 de novembro de 2018

compensação

De R$ 20 milhões investidos, JBS na Capital gasta R$ 69 mil com meio ambiente

Termo firmado com Imasul prevê ação de compensação

1 JUN 2017Por RODOLFO CÉSAR17h:53

O frigorífico JBS, em Campo Grande, vai precisar investir R$ 69,4 mil em atividades ambientais por conta de compromisso de compensação firmado com o Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul). Esse valor corresponde a 0,347% do total que a empresa gastou para implantar sua fábrica em Campo Grande.

O investimento global feito pela empresa foi de R$ 20 milhões, conforme extrato de termo de compromisso do Imasul. O grau de impacto no meio ambiente é medido pela autarquia estadual, que determina como formas de o dano ser compensado.

" A execução da medida compensatória em decorrência da atividade de aproveitamento e subprodutos de origem animal, empreendida pela JBS S/A, no município de Campo Grande, fundamentado em relatório ambiental simplificado (RAS)", informou o Imasul.

O extrato do contrato não divulgou quais medidas serão implementadas pela empresa em Campo Grande.

Os R$ 69,4 mil a serem investidos em medidas ambientais e poderão ser diluídos em 24 meses. "Podendo ser estendido pelo período equivalente à data de validade das licenças ambientais emitidas ou enquanto perdurarem as pendências financeiras", ponderou o instituto.

A assinatura do termo foi feita em 11 de maio entre o diretor-presidente do Imasul, Ricardo Éboli Gonçalves Ferreira, e o representante da JBS, José Flávio de Toleto Usó. O documento foi divulgado na edição desta quinta-feira no Diário Oficial do Estado.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também