Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Impasse

Contra paralisação na Solurb, prefeito aciona Justiça e Ministério Público do Trabalho

9 SET 15 - 11h:25VÂNYA SANTOS

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), informou nesta quarta-feira (9) por meio de nota de esclarecimento, que acionou o Ministério Público do Trabalho (MPT) e o Poder Judiciário para apurar o fato de a concessionária de lixo, Solurb, não pagar seus funcionários.

O atraso de um dia no pagamento dos salários fez com que 1.080 trabalhadores cruzassem os braços no início da noite desta terça-feira (8), deixando a cidade sem os serviços de coleta de lixo e limpeza urbana.

A empresa, por sua vez, alega que não efetuou o pagamento por culpa da prefeitura, que não fez os repasses dos últimos três meses. Já a prefeitura nega o atraso. Confira o documento na íntegra:

 

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em 2013, quando assumimos a administração municipal, enfrentamos as mesmas dificuldades, criadas pelos mesmos personagens, que estamos enfrentando hoje. Ao reassumirmos a prefeitura, encontramos o cofre sem recursos, a despensa vazia, a farmácia desabastecida e muitas dívidas a serem pagas. O dinheiro sumiu e as contas ficaram.

A Solurb, empresa responsável pela coleta de lixo, já recebeu em 2015, o valor de R$ 56 milhões, sendo que o último pagamento ocorreu no dia 24 de agosto. Não existem pagamentos em aberto com a Solurb, pois as despesas dos serviços dos meses de junho e julho ainda não foram liquidadas. O processo está em andamento para ser atestada a prestação de serviço e somente após a medição e conferência minuciosa é que novo pagamento será feito. Lembrando que pela legislação, a prefeitura tem até 90 dias para realizar o pagamento, prazo também previsto no contrato firmado entre a empresa e a administração.

É fundamental relembrar que os proprietários desta empresa estão envolvidos na Lama Asfáltica e no Coffe Break, operações da Polícia Federal e Gaeco, acusados de diversos crimes, inclusive o de tramar a cassação do nosso mandato.

E da mesma forma que em 2013, novamente a Solurb deixa de pagar seus funcionários para pressionar a administração municipal. Não aceitaremos que esta situação se repita.

Já estamos tomando todas providências legais, acionando o Ministério Público do Trabalho e a Justiça e não iremos permitir que os interesses individuais e escusos de quem quer que seja penalizem a nossa população.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Mulher fica ferida em acidente <BR>entre carro e moto na Capital
TRÂNSITO

Mulher fica ferida em acidente entre carro e moto na Capital

Uber afirma que projeto de lei da prefeitura é inconstitucional
REGRAS

Uber afirma que projeto de lei da prefeitura é inconstitucional

Motorista que atropelou boi na pista receberá indenização e pensão
JUSTIÇA

Motorista que atropelou boi
na pista receberá indenização

Suspeito de tentativa de assalto <br>é morto durante troca de tiros
ANHANDUÍ

Suspeito de tentativa de roubo é morto em troca de tiros

Mais Lidas