Campo Grande - MS, quarta, 15 de agosto de 2018

450 VAGAS

Com 36,3 mil inscritos, concurso
da PM movimenta a Capital

Dos concorrentes, 9 mil candidatos são de fora do estado e 17 mil do interior

12 AGO 2018Por TAINÁ JARA E RENATA VOLPE09h:16

Candidatos aos cargos de soldado e oficial realizam na manhã deste domingo a primeira fase das provas do concurso da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul. São 36.346 inscritos para concorrer a 450 vagas. A realização do exame em Campo Grande mobilizou 250 policiais e mais de 1 mil fiscais, além de trazer 9 mil candidatos de fora do estado e 17 mil do interior.

De acordo com o secretário do Estado de Administração e Desburocratização (SAD), Édio Viegas, 34.039 dos inscritos concorrem ao cargo de soldado. São 92 concorrentes por vaga. Para o cargo de oficial, são 2.307 inscritos, portanto 38 concorrentes por vaga. “Os concursos do estado são atrativos por pagarmos um dos melhores salários do País. O sistema de promoção também é atraente, além do pagamento ser feito em dia”. O salário inicial de soldado é de R$ 3.352,56 e para oficial é de R$ 7.082

Hoje, as provas são aplicadas em cinco locais em Campo Grande e dois no município  de Dourados.  Na Uniderp da Avenida Ceará, no bairro Chácara Cachoeira pelo menos três candidatos chegaram após o fechamento dos portões. Um deles, que não quis se identificar, vinha de Corumbá, município distante 450 quilômetros da Capital, e afirma que o ônibus em que viajava acabou atrasando. Os portões abriram às 6h e fecharam às 8h.

Por outro lado, teve quem precisou fazer esquema antecipado de organização para não correr risco de atrasar. Lactante, Cristina Souza, 25 anos, que concorre ao cargo de soldado, teve de levar a mãe para ajudá-la a amamentar o filho de seis meses até os últimos minutos antes dos portões fecharem. Também foi preciso tirar leite para deixar mamadeiras reservas. “Tive que me preparar desse modo”. 

Para não correr o risco de perder a prova, Adolfo Trindade, 32 anos, chegou a Capital ontem e hospedou-se na casa de parentes. Concurseiro, ele veio de Corumbá para disputar uma vaga de soldado. “É a primeira vez que faço concurso para Polícia Militar”. 

FRAUDE

Entre as medidas adotadas pelo Governo do Estado e pela Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura de Mato Grosso do Sul (Fapems) para garantir a segurança e evitar fraudes na realização do concurso, destaca-se a atuação de equipes da Diretoria da Inteligência da Polícia Militar.

 

 

 

 
  • (Valdenir Rezende/Correio do Estado)
  • (Valdenir Rezende/Correio do Estado)
  • (Valdenir Rezende/Correio do Estado)
  • (Valdenir Rezende/Correio do Estado)
  • (Valdenir Rezende/Correio do Estado)
  • (Valdenir Rezende/Correio do Estado)
  • (Valdenir Rezende/Correio do Estado)
  • (Valdenir Rezende/Correio do Estado)
  • (Valdenir Rezende/Correio do Estado)
  • (Valdenir Rezende/Correio do Estado)
  • (Valdenir Rezende/Correio do Estado)
  • (Valdenir Rezende/Correio do Estado)
  • (Valdenir Rezende/Correio do Estado)

Leia Também