Campo Grande - MS, terça, 14 de agosto de 2018

perderam tudo

Com chuva, fossa transborda
e inunda casas de famílias

Granizo ainda danificou o telhado e Bombeiros interditaram local

15 AGO 2017Por RODOLFO CÉSAR E GABRIELA COUTO20h:45

A chuva que caiu em Campo Grande na tarde de hoje gerou problema em algumas regiões da cidade. Aliada ao vento, estragos pontuais foram registrados. A força do vento foi de 101 km/h, conforme o Climatempo.

No bairro Coophavilla II, duas famílias perderam quase tudo. Uma fossa que fica no corredor entre as duas residências construídas no mesmo terreno transbordou. A água com esgoto invadiu as casas e atingiu os poucos móveis das famílias. O granizo que caiu ainda destruiu parte do forro e das telhas.

No local, na casa mais atingida, moram Luciana Mariano de Souza Carvalho, o marido Fabrício de Souza Carvalho e três filhos. "Há sete meses que alugo aqui e essa já é a terceira vez que algo assim acontece. Não temos mais para onde ir", comentou Luciana. "Tínhamos um sofá que foram quatro anos para pagar e agora está destruído", completou Fabrício, que trabalha como caminhoneiro.

Os Bombeiros foram acionados e fizeram inspeção na casa de Luciana e Fabrício. O local precisou ser interditado porque há risco do teto desabar. Em uma das partes, um liquidificador que fica em cima de um armário dava suporte para parte do forro não cair.

Na outra moradia que fica no mesmo terreno, uma mulher identificada apenas pelo nome Roseli, vive com cinco filhos, entre eles um bebê de 4 meses de vida.

Um pedreiro que passava pela rua foi chamado pelos socorristas para ajudar no escoamento da fossa. Foi preciso retirar parte de dejetos para permitir que a água fluísse. 

Os próprios Bombeiros procuraram auxiliar as famílias ao informar a situação das residências e necessidade de apoio para atendimento social da Prefeitura de Campo Grande.

Luciana disponibilizou o número de telefone celular dela, (67) 9 8185-5520, para que quem puder ajudar com roupa ou alimentos entre em contato. A Associação de Moradores do Coophavila também informou que prestaria auxílio.

*Colaborou Natalia Yahn.

 
  • Foto: Paulo Ribas/Correio do Estado
  • Foto: Paulo Ribas/Correio do Estado
  • Foto: Paulo Ribas/Correio do Estado
  • Foto: Paulo Ribas/Correio do Estado
  • Foto: Paulo Ribas/Correio do Estado
  • Foto: Paulo Ribas/Correio do Estado

Leia Também