Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

Pronto Atendimento

Cerca de 70% dos pacientes que
procuram UPA’s são da atenção básica

Campo Grande tem 10 postos 24h e 67 que funcionam das 7h às 17h

19 OUT 2017Por YARIMA MECCHI18h:11

Cerca de 70% dos pacientes que são atendidos em Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s) e Centros Regionais de Saúde (CRS’s) deveriam procurar os postos da atenção básica. Segundo a administração municipal, das 1.046.512 pessoas que foram aos 24h de janeiro a agosto de 2017, 732.558 poderiam ser consultadas em outros locais.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde Pública (Sesau), as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF), que constituem a atenção básica, deveriam ser procuradas por esses pacientes.

Dados comparativos de 2016 e 2017 mostram que a procura por unidades básicas está diminuindo. Para aumentar a demanda, e desafogar as unidades 24h, a Sesau afirma que tem feito campanhas de conscientização da população.

Conforme divulgado pela secretaria, de janeiro a agosto de 2016, 1.409.684 pessoas procuraram consultas em UBS e UBSF, mas neste ano houve uma redução de 14,85% nos atendimentos. Na contramão dessa redução vem a busca por pronto-atendimento, nas UPA’s e CRS’s aumentou em 117,02%, são 1.046.512 fichas em 2017 e 894.247 em 2016, no mesmo período.

Para aumentar os dados na atenção básica, a Sesau está implantando o acolhimento à demanda espontânea nas UBS’s. O modelo de atendimento é gradual e já em funcionamento nas UBSF’s dos bairros Parque do Sol, Botafogo, Paulo Coelho Machado, Itamaracá, Ana Maria do Couto, Antártica e Portal Caiobá II.

Segundo a secretaria, em média os pacientes esperam sete dias para uma consulta nas unidades básicas e com o atendimento espontâneo, conforme classificação, deve aumentar a procura.

Atualmente Campo Grande tem dez unidades que atendem 24h e 67 que funcionam das 7h às 11h e das 13h às 17h. São 1.023 postos de trabalho para as unidades de urgência e emergência divididos por cerca de 400 médicos, sendo que na atenção básica são 141 médicos com vínculo nas UBS e 93 para as UBSF.

Verde e Azul - Conforme a secretaria, os pacientes classificados como azul e verde são pessoas que não correm risco de vida e tem sintomas como náuseas/vômitos e diarréia sem sinal de desidratação, gestantes com complicações da gravidez, pacientes escoltados, doadores de sangue, deficientes físicos, vítimas de abuso sexual sem lesão grave ou agravo, tosse sem outra sintomatologia associada, lesões de pele crônicas, pedidos de atestado médico, pedido de encaminhamento para especialidades sem agravos, solicitações de exames e procedimentos cirúrgicos eletivos, pacientes com necessidade de acompanhamento clínico, social, nutricional, psicológico.

 

Leia Também