Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sexta, 16 de novembro de 2018

TEMPO SECO

Casos de queimada aumentam
84,6% em Campo Grande

São 626 registros em 2017, contra 339 no ano passado

24 JUL 2017Por DA REDAÇÃO07h:00

Os registros de incêndios florestais, ou em vegetação, já cresceram 84,6% em Campo Grande nos seis primeiros meses deste ano em relação ao mesmo período de 2016. Os casos passaram de 339 em 2016 para 626 em 2017. O Corpo de Bombeiros ainda não tem dados concretizados do mês de julho, mas, somente entre os dias 17 e 21 deste mês, já foram 139 registros, o que representa 22% do que ocorreu durante todo o primeiro semestre.

Caso as ocorrências continuem neste ritmo, a estimativa é de que sejam confirmados 1.182 incêndios até 31 de julho. Com isso, o número total de casos em 2017 vai superar em 21,3% os registros do ano passado inteiro, com 974 casos. 

O aumento na quantidade de incêndios em vegetação é considerável e significativo. No mês de junho deste ano, por exemplo, foram 306 casos, enquanto no ano passado foram 71, um aumento de 330%. 

A diferença em relação aos dois anos é de que em 2016 os incêndios começaram a partir de abril, com 101 casos, e ganhou força apenas em julho, mês com maior quantidade de ocorrências no ano passado, com total de 209. Mas, em 2017, somente em abril foram 120 casos. 

*Leia a reportagem, de Natalia Yahn, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

 

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também