Campo Grande - MS, terça, 14 de agosto de 2018

Afirmam autoridades

Autoridades afirmam que escolhas
de condutores precisam mudar

“Minha escolha faz a diferença”, é o tema da Semana Nacional de Trânsito

18 SET 2017Por Lucia Morel10h:00

Com 48 mortes no trânsito registradas este ano nas ruas de Campo Grande, autoridades afirmam que as escolhas dos condutores precisam mudar. Em todo ano passado, foram 83 vítimas fatais, sendo 65 homens e 18 mulheres.

“Minha escolha faz a diferença”, é o tema da Semana Nacional de Trânsito, com abertura nesta manhã no Teatro Glauce Rocha. 

De acordo com o diretor-presidente da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), Janine de Lima Bruno, os números de mortes vem diminuindo ano a ano, mas enfatiza a necessidade de mudança de atitude. 

“Você escolhe beber ou não beber antes de dirigir, você escolhe dirigir em alta velocidade, por isso o tema da campanha”, afirmou.

A diretora de educação para o trânsito da Agetran, Ivanise Rotta, enumera as três principais causas de acidentes de trânsito.

“A primeira causa de óbitos é sem dúvida a alta velocidade. Em Campo Grande, a velocidade nas vias é de no máximo 50 km/h, mas insistem em dirigir acima disso”, afirmou.

Em seguida, falou da alta quantidade de pessoas não habilitadas que se envolvem em acidentes e, por fim, o abuso de bebida alcoólica. “Se tivesse como comprovar, certamente a alcoolemia mata tanto quanto a alta velocidade, mas não tem como obrigar ninguém a fazer o teste (bafômetro), então os números não revelam a realidade”, comentou. 

Abertura

A abertura da Semana Nacional de Trânsito acontece esta manhã no Teatro Glauce Rocha, no campus da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), com apresentações teatrais de alunos de escolas públicas e privadas de Mato Grosso do Sul.

As encenações fazem parte do Festival Estudantil Temático de Trânsito (Fetran), encabeçado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), que é a ação de educação para o trânsito da corporação.

O superintendente da PRF, Luiz Alexandre Gomes da Silva afirma que foram 180 peças teatrais cadastradas, 130 escolas municipais, estaduais e particulares participantes em 29 municípios de MS. 

De hoje até quarta-feira, dia 20, serão apresentadas as peças finalistas. Concorrerão a prêmios estudantes dos municípios de Amambai, Rio Brilhante, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Guia Lopes da Laguna, Jardim, Chapadão do Sul, Coxim, Rio Verde de Mato Grosso e Campo Grande.

Leia Também