Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

ÚLTIMA CHANCE

Candidatos enfrentam fila para
substituir contratados da Omep e Seleta

O tempo de espera na fila é de até pelo menos 2 horas

23 JUN 2017Por Bárbara Cavalcanti10h:45

No último dia do processo seletivo para substituir as vagas ocupadas por contratados pela Organização Mundial Para Educação Pré-Escolar (Omep) e Seleta Sociedade Caritativa e Humanitária, a fila de candidatos chega a fazer a volta na quadra da Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS). A disputa é por 468 vaga com salários entre R$ 1.049 e R$ 1.320 para carga horária de 40 horas semanais. Quem tem interesse, ainda dá tempo, mas só até a tarde de hoje. A assessoria de imprensa informou que próximo ao horário de encerramento, por volta das 16h30, senhas começarão a ser distribuídas aos que aguardam na fila do lado de fora, mas com quantidade limitada.

A prefeitura divulgou o edital na edição desta quarta-feira do Diário Oficial de Campo Grande. São oferecidas 98 vagas para cuidados social, 120 para educador social, 40 para encarregado de manutenção, 70 para auxiliar de manutenção e 40 para auxiliar de manutenção II. Para assumir a vaga, os candidatos devem cumprir todos pré-requisitos contidos no edital, ter mais 18 anos, estar em dia com as obrigações eleitorais e com o serviço militar, no caso dos homens. Além disso, os interessados não podem acumular cargos ou serviços públicos.

Ainda conforme a assessoria de imprensa, é importante ler todo edital antes de encarar a fila para entregar os documentos. "Há muitos curiosos que chegam apenas porque viram a fila grande e ouviram falar que era oferta de emprego, mas é importante ler todo edital para se munir dos documentos e também saber se é qualificado às vagas", reforçou porta-voz da secretaria. Outra informação importante é levar todas as cópias dos documentos. Quem ainda não tirou cópias precisa considerar que há também fila extensa no único local próximo onde é possível tirar xerox, na Rua 26 de Agosto.

A estudante de Serviços Sociais Thamone Bittencourt, de 19 anos, espera conseguir o primeiro emprego. "É uma ótima oportunidade para eu começar a trabalhar na minha área. O mercado é bem concorrido e é muito difícil conseguir até mesmo um estágio, então tem que ir atrás de oportunidades como esta", comentou.

Há também quem já é funcionário da Seleta e quer garantir um emprego, diante da ruptura do convênio entre a entidade e prefeitura. É o caso de Sara Alves de Souza, de 45 anos, que é cuidadora há nove anos em um Centro de Educação Infantil (Ceinf). "Vim para garantir um lugar, por causa das demissões. Já atuo na área, trabalhei como cuidadora e recreadora", expressou.

Local

Os documentos devem ser entregues na SAS, que fica na Rua dos Barbosas, no Bairro Amambai. A relação completa de todos os documentos necessários está disponível pelo link www.capital.ms.gov.br/seges/processo-seletivo-seges-e-semed/. Mais informações estão disponíveis pelo telefone (67) 3314-4482. 

Leia Também