Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

ESTILO MUSICAL

Campo Grande ganha mais uma
cidade irmã, Corrientes na Argentina

O chamamé foi o responsável pela união das duas províncias

24 JUL 18 - 12h:10IZABELA JORNADA

Campo Grande se torna cidade irmã da província de Corrientes, na Argentina e o chamamé é o responsável pela união dos municípios. O estilo musical tradicional da província latina, apreciado também no Paraguai e em vários locais do Brasil, principalmente no Estado de Mato Grosso do Sul tornou-se Patrimônio Cultural Imaterial do Estado.

Ainda que sua origem esteja associada a dois países da América Latina, o gênero musical derivou a polca paraguaia e representa uma identidade cultural ligada a alma guarani devido a localização geográfica e o intenso intercâmbio cultural com países vizinhos.

E para fomentar o crescimento do chamamé, projeto de lei, que prevê Corrientes como cidade irmã de Campo Grande, foi aprovado na Câmara Municipal e sancionado nesta terça-feira (24) pelo prefeito da Capital, Marcos Trad (PSD).

Além da afinidade musical entre as duas cidades, neste ano, na província de Corrientes é comemorado o centenário do nascimento do pai do chamamé, Don Mario del Tránsito Cocomarola. E existe também proposta de integrar o chamamé ao Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco.

Corrientes tem uma população de 314. 316 habitantes. É separada da capital da província do Chaco, Resistencia, pelo rio Paraná. É uma cidade muito famosa pelo seu carnaval.

Além de fomentar o chamamé, o Executivo municipal pretende dar viagens com destino à Corrientes, como prêmio para melhor aluno de escolas municipais.

OUTRAS IRMÃS
No ano de 2002 Campo Grande ganhou outra cidade irmã, Turim, na Itália. Na época, o então prefeito da Capital, André Puccinelli, e o prefeito de Turim, Sérgio Chiamparino, assinaram protocolo de intenções para que os municípios se tornassem cidades irmãs.

O projeto cidades irmãs é amparado por normas internacionais e possibilita um relacionamento mais estreito entre os municípios, permitindo a troca de tecnologia e experiência e a cooperação econômica, financeira e tecnológica.

Com a assinatura do protocolo, Turim tornou-se a terceira cidade irmã de Campo Grande, dentro do programa que tem o aval da Organização das Nações Unidas (ONU). A segunda é Iquique (Chile), cujo protocolo foi assinado em julho de 2001. 

O conceito de cidades-irmãs foi criado nos Estados Unidos, em 1956, para promover o desenvolvimento econômico, cultural, educacional, científico, tecnológico e social entre municípios de todo o mundo.

Inicialmente esses acordos tinham como principal objetivo selar a paz e promover a reconciliação entre países que se posicionaram em lados opostos durante a guerra. Porém, com o passar dos anos, os acordos passaram também a incentivar o comércio e o turismo, além de promover um intercâmbio cultural entre eles.

Em 2014 a prefeitura também firmou acordo entre cidades irmãs. Campo Grande e o município de Puerto Tirol, Província Del Chaco, Argentina se uniram para fomentar o intercâmbio entre elas. O acordo foi renovado neste ano pela vice-prefeita do Executivo municipal, Adriane Lopes que tornou o contrato vitalício, sem prazo de validade, e continuará interligando Brasil e Argentina pela arte, cultura, história e comércio. 

O primeiro acordo firmado foi em 1986, entre o estado de Mato Grosso do Sul e Okinawa.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Senadores de MS votam a favor da reforma da Previdência
APROVADA EM SEGUNDO TURNO

Senadores de MS votam a favor da reforma

Senado aprova reforma da Previdência em segundo turno
TEXTO-BASE

Senado aprova reforma da Previdência em segundo turno

Presos em operação tentaram extorquir R$ 5 milhões de vítimas
MÉDICOS, POLÍTICOS E ADVOGADOS

Presos tentaram extorquir
R$ 5 milhões de vítimas

Crise do PSL trava projeto de reforma do Hotel Campo Grande, diz prefeito
PARADO

Crise do PSL trava projeto de reforma de hotel, diz prefeito

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião