Terça, 20 de Fevereiro de 2018

Trânsito

Campanha reduz morte de pedestre em 27% e se torna permanente na Capital

Em 2013 foram 22 mortes de pedestres e esse número caiu para 16 no ano seguinte

8 AGO 2015Por VÂNYA SANTOS E LUCAS JUNOT10h:50

Em 2013 foram registradas 22 mortes de pedestres no trânsito de Campo Grande e esse número caiu para 16 no ano seguinte, o que representa redução de 27%. Já em 2015 não foi registrada morte de pedestre e, por conta disso, campanhas de conscientização no trânsito serão permanentes na Capital, conforme anunciou o prefeito Gilmar Olarte (PP).

Neste sábado (8), equipes da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) intensificaram ação de conscientização de pedestres na Avenida Afonso Pena, em frente a Morada dos Baís. Na ocasião, a diretora-presidente da instituição, Elizabeth Félix, disse que está trabalhando para tornar o trânsito mais civilizado.

Os casos de acidentes, segundo a diretora, especialmente em faixas de pedestre e em traffic calm ocorrem quando o pedestre sinaliza mal e nem todos os condutores percebem a intenção de atravessar.

“Além de responsabilidade do condutor, o pedestre tem seu papel para realizar a travessia com segurança. Tem que estender a mão, ver e ser visto, esperar a parada dos veículos e só então atravessar”, explicou Elizabeth Félix.

Já o prefeito Gilmar Olarte disse que foram verificados pontos estratégicos e locais na cidade que registram maior incidência de acidentes. “Começamos uma cruzada para baixar e de Janeiro para cá conseguimos bom resultado. Estamos tornando a campanha permanente para continuar reduzindo esses índices”.

Olarte explicou que além da preservação de vidas, a campanha ajuda a reduzir o custo social porque o acidentado para de trabalhar, prejudica o sustento da família e a empresa onde trabalha.

Leia Também