Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

"COFFEE BREAK"

Câmara não deve afastar os oito vereadores investigados

Procuradoria Jurídica considera remota aprovação da saída a não ser por decisão juidicial

31 AGO 15 - 00h:00DA REDAÇÃO

A possibilidade de afastar dos cargos oito vereadores investigados na Operação Coffee Break é tratada como remota pela Câmara Municipal de Campo Grande. No entendimento da Procuradoria Jurídica da Casa, a medida somente deve ser adotada de imediato mediante determinação judicial, como no caso de Mario Cesar (PMDB). Do contrário, o afastamento dos demais legisladores envolvidos seguirá longo trâmite burocrático previsto em Regimento Interno.

O primeiro passo foi o documento encaminhado pelo Ministério Público Estadual à Câmara na sexta-feira (28), que provocou a Mesa Diretora a deliberar a possibilidade de afastar os vereadores. Este documento trata do envolvimento dos mesmos na investigação do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), que deflagrou a operação, pelo suposto recebimento de vantagens para votar em favor da cassação do mandato do prefeito Alcides Bernal (PP), e pede à Casa que tome as providências cabíveis. 

Em tese, a prática, se comprovada, configuraria quebra de decoro parlamentar, e poderia resultar até mesmo na cassação dos vereadores. Com as investigações em curso, caberia a hipótese do afastamento.

(*) A reportagem, de Zana Zaidan, está na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Ato em apoio ao governo de Bolsonaro reúne milhares de pessoas na Capital
MANIFESTAÇÃO

Ato em apoio ao governo reúne 4 mil pessoas na Capital

Polícia apreende R$1,6 milhão<br> em cigarros contrabandeados
INTERIOR

Polícia apreende R$1,6 milhão em cigarros contrabandeados

Guarda "suplica" transferência do Garras para presídio estadual
ARSENAL

Guarda "suplica" transferência
do Garras para presídio estadual

Campo Grande ganhou mais de 16 mil bebês em 2018
BEBÊ A BORDO

Campo Grande ganhou mais
de 16 mil bebês em 2018

Mais Lidas