Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

AV. CEARÁ

Estacionamento é incendiado e bombeiros usam 1,5 mil litros de água

Testemunhas viram motociclista com galão de gasolina no local

1 ABR 19 - 08h:30RENATA VOLPE E MATHEUS HENRIQUE

Um hectare de terreno usado como estacionamento em frente a universidade Uniderp, localizado na avenida Ceará, pegou fogo por volta das 7h50 desta segunda-feira (1º). O incêndio pode ter sido criminoso.

A extensão do local é grande e pega parte da avenida, o lado de um bar famoso da cidade e a rua lateral, onde vários estudantes estacionam os carros para irem à universidade.

No chamado que os bombeiros receberam, foi de que o quarto andar de um prédio localizado na avenida Afonso Pena. Porém, ao chegarem no local, viram a fumaça na outra avenida.

Foram usados 1.500 litros de água para apagar o fogo e os bombeiros estavam jogando água nos focos perto dos carros estacionados, para o incêndio não tomar proporção maior.

Testemunhas relataram aos militares, que um motociclista despejou um galão de gasolina no terreno, que ficou completamente queimado. A umidade do ar está baixa e isso colabora com focos de incêndio.

Colocar fogo em lixo ou em mato para limpar terreno, é ato criminoso.

 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Ruas do Centro serão interditadas para realização de obras
CAMPO GRANDE

Ruas do Centro serão interditadas para obras

Aeroporto de Campo Grande transmite mensagem sobre coronavírus a partir de hoje
ALERTA DA ANVISA

Aeroporto de Campo Grande transmite mensagem sobre coronavírus a partir de hoje

Emplacamento será suspenso para implantação de sistema da placa Mercosul no MS
PRÓXIMA SEMANA

Emplacamento será suspenso para implantação de sistema da placa Mercosul no MS

Estado registrou 6.328 demissões em dezembro, aponta Caged
PESQUISA

Estado registrou 6.328 demissões
em dezembro, aponta Caged

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião