Quarta, 21 de Fevereiro de 2018

Lama Asfáltica

Bernal quer investigação sobre compra de votos para cassação

Ex-prefeito espera que o MPE recomende o afastamento dos vereadores envolvidos

4 AGO 2015Por NILCE LEMOS E LUCAS JUNOT14h:22

Alcides Bernal, ex-prefeito de Campo Grande, cassado do cargo em março de 2014, esteve na manhã desta terça-feira (4), por volta de 9h30min, na sede da Polícia Federal, para protocolar pedido para que os documentos da Lama Asfáltica sejam entregues ao Ministério Público Estadual (MPE).

Ao Correio do Estado, Bernal disse que “é grave o que acontece em Campo Grande. Ficou comprovado que os vereadores obtiveram vantagens ilícitas para cassar meu mandato. Eles fizeram isso em troca de “cafézinhos” (propinas) para atender interesses políticos e de empresários” (se referindo ao João Amorim).

Ainda de acordo com Bernal, “nas escutas da Polícia Federal que já foram divulgadas, Mario Cesar [presidente da Câmara Municipal] e Gilmar Olarte [prefeito] prestavam contas frequentemente ao Amorim”.

O ex prefeito espera que o MPE tome providências e aja rápido, sendo titular de uma ação que recomende o afastamento dos vereadores envolvidos. O nome dos vereadores envolvidos não foi divulgado pois o processo corre em segredo de justiça.

Leia Também