sexta, 20 de julho de 2018

Mundo do Crime

Batedor receberia R$ 4 mil para acompanhar transporte de droga

10 AGO 2015Por VÂNYA SANTOS10h:50

Roger Miller Gomes da Silva, 23 anos, foi preso neste domingo (9) acusado de tráfico de drogas. De acordo com equipe do Pelotão da Polícia Militar do Distrito de Anhanduí, o jovem é acusado de fazer o serviço de batedor para um carro que transportava 617,5 quilos de maconha. Em troca, ele receberia R$ 4 mil.

Militares do Departamento de Operações de Fronteira (DOF), que estavam de folga e seguiam para Campo Grande pela BR-163, desconfiaram do condutor de um veículo Uno, placas de Goiás, que seguia em alta velocidade, falando ao celular e acompanhado de um Astra, placas de Ribeirão Preto (SP).

Militares de Anhanduí foram acionados, fizeram barreira na rodovia e abordaram o Uno conduzido por Roger. Enquanto o batedor conversava com policiais, o condutor do Astra se aproximou e ao ver a fiscalização, parou na rodovia, manobrou e fugiu em direção a Nova Alvorada do Sul.

O motorista do Astra foi perseguido por cerca de 500 metros, quando perdeu o controle da direção, colidiu contra a guia do meio fio, parou, desceu do carro e fugiu a pé por uma mata, nas margens do Rio Anhanduí.

No Astra, roubado no dia 13 de abril do ano passado, na cidade de Nova Londrina, no Paraná, foram encontrados no banco traseiro e no porta malas 749 tabletes de maconha, que totalizaram 617,5 quilos da droga.

Roger então confessou que mora em Goiás, mas estava em uma lanchonete, em Dourados, quando foi contratado por um desconhecido para fazer o serviço de batedor para o motorista do Astra. Em troca, receberia R$ 4 mil. O suspeito, porém, nega ter conhecimento de que o carro fazia o transporte de droga.

 

Leia Também