Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 19 de novembro de 2018

Reincidente

Bandido morto por policial já havia provocado reação de PM em outro assalto

Aguinaldo conseguiu fugir, mas comparsa foi baleado em roubo de veículo

8 JUN 2017Por VÂNYA SANTOS12h:46

Assaltante Aguinaldo Romero Ferreira, de 38 anos, morto a tiros ontem à noite por policial de folga, durante assalto em posto de combustíveis, já havia praticado roubo, em 2006, provocando a reação de outro policial militar. À época, o comparsa de Aguinaldo, Hélio Chendes Filho, de 34 anos, foi baleado durante roubo de veículo no centro de Campo Grande. Conforme boletim de ocorrência, fato aconteceu na tarde do dia 14 de fevereiro de 2006.

Rapaz de 20 anos relatou para a polícia que havia estacionado o carro Corsa no cruzamento da Rua 25 de Dezembro com Rua João Oliva, no centro da Capital, quando foi rendido por Aguinaldo e Hélio. Marginais exigiram que ele entregasse carteira, celular e outros objetos de valor.

Dono do carro entregou a carteira com R$ 75, enquanto seu colega de 19 anos, que também estava no automóvel, entregou R$ 1.875 aos bandidos, além de celular e óculos de sol.

Aguinaldo então retirou a chave do carro, momento em que um policial militar que passava pelo local percebeu a ação criminosa e deu voz de prisão aos marginais, que atiraram contra o servidor. O policial reagiu com disparos.

Tanto Hélio quanto o militar foram baleados, enquanto Aguinaldo fugiu do local e usou uma faca para abordar outra vítima, de 47 anos, que seguia de veículo em direção a sua residência. Vítima foi obrigada a sair do carro e bandido fugiu em automóvel modelo Courier pela Avenida Mascarenhas de Moraes.
Feridos, o policial e Hélio foram levados para o pronto socorro da Santa Casa, enquanto Aguinaldo não foi localizado.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também