Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

EDUCAÇÃO

Professores e prefeitura não entram em acordo e Justiça decidirá sobre greve

Audiência nesta segunda não teve avanços; decisão deve sair até o dia 14 deste mês

24 AGO 15 - 17h:45MARESSA MENDONÇA

A audiência de conciliação realizada na tarde desta segunda-feira (24) na sede do Tribunal de Justiça entre professores da Rede Municipal de Ensino (Reme) e representantes da prefeitura terminou sem acordo. Um documento sobre a audiência será enviado ao Ministério Público e caberá a Justiça decidir, até o dia 14 de setembro, sobre o fim da greve dos docentes que teve início há dois meses.

O prazo para decisão está relacionado a ausência do desembargador responsável por coordenar a mediação. Ele entrará em férias no dia 15 de setembro. 

Conforme as informações da assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça, “houve uma tentativa de conciliação, mas não foi consolidada. Agora, as partes aguardam decisão judicial”.

Os professores pedem o cumprimento da lei 5.411 que trata do reajuste salarial em 13,01%, conforme o piso nacional. A Prefeitura chegou a oferecer reajuste de 8,5% e aumento do benefício do vale-alimentação, mas as propostas foram rejeitadas pela categoria. 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Carne sobe 86,31% e ajuda a puxar alta da cesta básica em Dourados
SEU BOLSO

Carne sobe 86% e puxa alta da cesta básica em Dourados

Homem agride esposa e mata sogro a facadas na Capital
VIOLÊNCIA

Homem agride esposa e mata sogro a facadas na Capital

Número de mortos no trânsito cai 17% em dez meses, aponta Bptran
CAMPO GRANDE

Número de mortos no trânsito cai 17% em dez meses

Peixes morreram por falta de oxigênio causada por produto
INVESTIGAÇÃO

Peixes morreram por falta de oxigênio causada por produto

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião