Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

OPERAÇÃO PAIOL

Agepen vai abrir processo administrativo disciplinar no caso de servidor preso

Adilson Brum Weis trabalha atualmente no Instituto Penal da Capital

12 JUN 2018Por RAFAELLY GONÇALVES15h:30

Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) está acompanhando as investigações do servidor Adilson Brum Weis, preso durante a operação Paiol, deflagrada na manhã desta terça-feira (12). A Agepen abrirá um processo administrativo disciplinar, paralelo às investigações da operação.

Adilson trabalha atualmente no Instituto Penal de Campo Grande e estaria repassando informações sigilosas para integrantes do PCC. Em nota, a Agepen disse que apoia qualquer ação que contribua para a idoniedade dos servidores da instituição, e qualquer informação a respeito da operação deverá ser solicitada ao Gaeco. 

Operação Paiol

Operação para desarticular o Primeiro Comando da Capital, facção criminosa que age dentro e fora dos dos presídios, foi deflagrada nesta manhã (12) pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) e Batalhão de Choque da Polícia Militar em Campo Grande, Corumbá, Nova Andradina e no estado de Goiás.

Leia Também