Segunda, 11 de Dezembro de 2017

rotas

Aeroporto da Capital é o quinto
em prisões de mulas do tráfico

Guarulhos continua liderando o ranking, com 261 traficantes flagrados

6 DEZ 2017Por DA REDAÇÃO07h:00

O Aeroporto Internacional de Campo Grande é o quinto do País em número de prisões de traficantes. Somente neste ano,  de 1º de janeiro até 30 de novembro, 21 pessoas foram flagradas com drogas, tentando embarcar do terminal da Capital para outros centros. São as chamadas mulas do tráfico, pessoas que fazem o transporte de pequenos volumes de entorpecentes. 

O Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, lidera o ranking de capturas, com 261 flagrantes. Desse terminal, parte a grande maioria da droga enviada para o exterior por via aérea.

Os métodos de camuflagem são os mais variados, indo desde fundos falsos de malas, hastes de bagagens, passando por sabonetes, xampu, cintas, livros e roupas, até passageiros com cápsulas de droga introduzidas no estômago.

No caso de Campo Grande, entre as rotas de utilização do aeroporto, está a que abastece Manaus (AM). Na prática, Mato Grosso do Sul tem se tornado um caminho alternativo para o abastecimento de um estado que não costuma estar no roteiro de seus carregamentos: Amazonas.

O aeroporto é usado principalmente para o envio de maconha, tanto que o terminal de Manaus é o segundo em número de prisões de traficantes, com 90 somente neste ano. O de Brasília (DF) é o terceiro, com 64, e o Rio de Janeiro (RJ), o quarto, com 37 prisões. Tráfico de cocaína para o exterior é o registro de maior demanda da Polícia Federal.

*Leia reportagem, de Thiago Gomes, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Leia Também