Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 21 de novembro de 2018

Ultrapassagem

Acidente que matou sogra de militar
em BR foi provocado por caminhonete

Condutor de L200 tentava ultrapassar caminhão em local permitido

5 JUN 2017Por VÂNYA SANTOS E RENAN NUCCI11h:44

Acidente que deixou uma mulher morta e sete pessoas feridas teria sido provocado por caminhonete L200 que tentava manobra de ultrapassagem quando colidiu de frente com veículo HB20 conduzido por militar do Corpo de Bombeiros, lotado na cidade de Três Lagoas. Acidente de trânsito aconteceu por volta das 8h de hoje, no km 264 da BR-262, próximo a cidade de Ribas do Rio Pardo, a aproximadamente 60 quilômetros de Campo Grande.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a caminhonete L200, de propriedade de empresa do ramo de reflorestamento, seguia pela rodovia sentido Ribas do Rio Pardo / Campo Grande e era ocupada por três pessoas.

Ainda conforme a polícia, caminhonete transitava atrás de caminhão e, ao tentar ultrapassar o veículo em local permitido, colidiu de frente com o carro de passeio conduzido pelo militar dos Bombeiros e ocupado pela esposa do condutor, de 41 anos, pela sogra dele, por uma mulher e um rapaz.

A sogra morreu no local e nenhuma das vítimas foi identificada. As mulheres, o rapaz, bem como as vítimas da caminhonete foram encaminhados para Ribas do Rio Pardo. Já o militar foi socorrido e levado, em helicóptero do Grupo de Patrulhamento Aéreo (GTA) da Polícia Militar até a Santa Casa, em Campo Grande.

Com o impacto da colisão, caminhonete tombou, enquanto o HB20 rodou na pista e parou atravessado no acostamento. Acidente causou congestionamento nos dois sentidos da pista.

 
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado
  • Bruno Henrique / Correio do Estado
  • Bruno Henrique / Correio do Estado
  • Bruno Henrique / Correio do Estado
  • Bruno Henrique / Correio do Estado
  • Bruno Henrique / Correio do Estado
  • Bruno Henrique / Correio do Estado
  • Bruno Henrique / Correio do Estado
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também