Sexta, 23 de Fevereiro de 2018

ELEITOS

Academia de Letras de MS elege três novos imortais

Os novos integrantes eleitos serão diplomados em posse solene

14 AGO 2015Por VÂNYA SANTOS09h:39

A Academia Sul-Mato-Grossense de Letras elegeu, em votação nesta quinta-feira (13), três novos integrantes efetivos, sendo o poeta Emmanuel Marinho, a poeta Ileides Muller e o escritor Samuel Medeiros. Os novos imortais eleitos serão diplomados em posse solene.

Emmanuel Marinho ocupará a Cadeira nº 33 da Academia, que pertenceu à poeta Flora Thomé; Ileides Muller assumirá a titularidade da Cadeira nº 40, que foi ocupada pelo escritor mato-grossense Lenine Póvoas); e Samuel Medeiros ocupará a Cadeira nº 26, que pertenceu ao poeta Adair José de Aguiar.

IMORTAIS
Emmanuel Marinho reside em Dourados (MS), é formado em Psicologia e Artes Cênicas. É poeta, ator, educador e promotor cultural. Tem várias premiações, como “Prêmio Rubens Corrêa”, “Premio Funarte” e “Prêmio Marçal de Souza”. Recentemente foi homenageado com título da ONU. Participa, como ator e diretor, de inúmeros espetáculos e shows, incluindo artes cênicas, poesia e música. É autor de sete livros publicados: “Caixa das Delícias”, “Caixa de Poemas”, “Satilírico”, “Margem de Papel”, “Jardim das Violetras”, “Cantos da Terra” e “Ópera 3”.

Ileides Muller mora em Campo Grande. É escritora, poeta e advogada. Formada em Pedagogia, tem pós-graduação em Metodologia de Ensino. Detentora de várias premiações literárias, é autora de nove livros publicados, são eles: “Pétalas de Amor”, “Momentos de Ternura”, “Universo em Gotas”, ‘O Caminho das Pedras”, “Helena - Um belo caminho”, “Poemas para fim de tarde”, “Entrelinhas”, “Bazar dos Poetas” (co-autoria) e “A Lagartinha feliz”.

Samuel Medeiros é escritor e advogado. Integrante do Instituto Histórico e Geográfico de MS, mora em Campo Grande e é o atual presidente da União Brasileira de Escritores (UBE-MS). É ex-presidente do Conselho Municipal de Cultura de Campo Grande. É autor dos livros “Memórias de Jardim”, “Senhorinha Barbosa Lopes”, “Contos a Gotas”, e “Contos Quase Causos”.

Leia Também