Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TRANSPORTE COLETIVO

Campo Grande terá 34 ônibus <br>com ar-condicionado em 2020

Prefeito disse que acordo foi feito com Consórcio mesmo sem previsão contratual
23/10/2019 17:16 - GLAUCEA VACCARI E BRUNA AQUINO


 

Entre os ônibus novos que forem adquiridos no próximo ano pelo Consórcio Guaicurus, 34 terão ar-condicionado, segundo informou hoje o prefeito Marcos Trad (PSD), em agenda pública na Capital. Conforme Trad, o contrato firmado entre o Consórcio e o Executivo não prevê que os veículos tenham ar-condicionado, mas em conversa, ficou acertado que parte da frota terá os equipamentos.

“Você participa de uma licitação e lá está escrito que tem que renovar sua frota com ônibus comum. Você vence a licitação e de repente o gestor vem e fala: 'vocês tem que trazer o ar-condicionado', e aí o cara fala: 'não, eu concorri a uma licitação que não me obrigava a trazer ônibus com ar-condicionado”, explicou o prefeito.

Conforme Trad, sem a previsão contratual, houve muita conversa com o Consórcio Guaicurus, até que chegaram ao acordo de parte da frota ter veículos com ar-condicionado , mesmo sem a exigência em contrato.

Nesta terça-feira (22), foram entregues 20 ônibus convencionais do transporte coletivo, para substituir parte da frota que está vencida. Na ocasião, o presidente do Consórcio Guaicurus, João Rezende, informaria que conversaria hoje com o prefeito para definir se entre os carros novos adquiridos para o próximo ano haveria veículos equipados com ar. Segundo ele, mesmo sem a obrigação para tanto, é preciso “ouvir quem usa o serviço”.

Reunião foi realizada e, conforme Marcos Trad, houve acordo. “Eles falaram que vão trazer, só estão vendo a capacidade de investimento. Tudo onera. O interessante é a conquista que a gente já fez, nunca tivemos ônibus com ar, estamos com 34 e posso conseguir mais 34, estou conversando com eles”, afirmou Trad.

ÔNIBUS NOVOS

Neste ano o Consórcio Guaicurus adquiriu 55 novos ônibus, que começaram a chegar na semana passada em Campo Grande. Nenhum dos carros, porém, possui ar-condicionado. Os novos veículos foram comprados após a Agência Municipal de Regulação e Serviços Públicos (Agereg) multar a empresa em R$ 2,7 milhões por descumprir o contrato.

Isso porque este ano 47 carros tiveram o prazo de validade de uso vencido, isso fez com que a média de idade da frota chegasse a 6,7 anos, sendo que o estabelecido em contrato era de 5 anos.

Para o próximo ano, mais 81 ônibus chegarão ao limite de uso e elevarão a média da frota, por isso a concessionária deverá comprar mais veículos. Levantamento da Agereg mostra que está 2023 o grupo deverá renovar, pelo menos, 10% do total da frota de 555 carros por ano, o que representa 55 carros a cada ano.

Mesmo oferecendo frota de veículos usados, o Consórcio Guaicurus, responsável por 20 anos pela administração do transporte coletivo da Capital, foi o vencedor da licitação realizada em 2012. As empresas foram escolhidas mesmo apresentando maior valor de outorga de concessão do que a concorrente. O valor oferecido foi de R$ 20 milhões, sendo R$ 8,75 milhões maior do que o disponibilizado pela paranaense Auto Viação Redentor.

Felpuda


Figurinha começou a respirar aliviada, embora ainda esteja na corda bamba. Isso porque mudou de mãos o processo cuja sentença poderá mandá-la para casa definitivamente. Assim, pela “jurisprudência” com a qual o “analista” é conhecido, pode ser que o resultado seja bastante favorável, permitindo que a então desesperada pessoa continue com o assento em Brasília. Vamos ver!