CAMPO GRANDE

Camelódromo é alvo de operação contra revenda de produtos roubados

Uma pessoa foi presa na ação conjunta entre várias delegacias
21/05/2019 09:59 - GLAUCEA VACCARI E EDUARDO PENEDO


 

Operação conjunta entre delegacias especializadas é realizada desde às 8h no Centro Comercial Popular Camelódromo, em Campo Grande.  Uma pessoa foi presa na ação, desencadeada para combater crimes de venda de produtos provenientes de furto e descaminho, principalmente celulares. 

Várias equipes da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Roubo e Furto (Derf), Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deco) e Guarda Municipal, além de policiais da Delegacia de Homicídios participaram da operação.

Durante a ação, parte da Avenida Fábio Zahran foi interditada pelos policiais, que também vistoriaram e apreenderam motocicletas que estavam estacionadas em frente ao Camelódromo. 

A operação foi batizada de Martin Cooper, em referência ao engenheiro eletrotécnico e designer norte-americano, considerado o pai do telefone celular.

Ação é comandada pela Derf e o delegado titular, Reginaldo Salomão, informou que irá repassar maiores informações sobre o resultado da ação serão repassadas ainda nesta manhã, em coletiva de imprensa.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".