Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

OPORTUNIDADE

Câmara Municipal abre concurso <br>público e salário chega a R$ 3,4 mil

Entre os cargos estão advogado, analista de comunicação e contador
29/05/2017 12:17 - Izabela Jornada


 

Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo abre amanhã concurso público para preencher 20 vagas. As oportunidades são para todos os níveis de escolaridade e as inscrições estão abertas entre os dias 30 de maio a 7 de julho de 2017, pelo site da Fapec, organizadora do concurso. Os salários chegam a R$ 3.438,00

Entre os cargos estão: advogado, analista de comunicação, contador, agente de administração, almoxarife, assessor de informática, recepcionista, agente de segurança, motorista parlamentar, entre outros.

A taxa de inscrição é de R$ 50 para cargos que exigem nível fundamental completo ou incompleto, R$ 80 para os de nível médio e R$ 100 para as vagas de cargos de nível superior. Os candidatos que preencherem os requisitos previstos no edital podem solicitar a isenção da taxa de inscrição, no período de 31 de maio a 6 de junho. A documentação necessária deve ser entregue na Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo ou na Fapec, em Campo Grande. Os candidatos também podem encaminhar a documentação por Sedex, com AR, para o endereço da Fapec. Neste caso, é considerada a data de postagem.

As provas escritas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, estão previstas para o dia 23 de julho de 2017 e serão realizadas em Ribas do Rio Pardo. Para o cargo de motorista parlamentar será aplicada prova prática. Já a prova de títulos será aplicada para todos os cargos que exigem nível superior.

 

Felpuda


Alguns políticos estão se aproveitando deste momento preocupante de pandemia para sugerir projetos oportunistas que, em alguns casos, são de resultados extremamente duvidosos. O mais interessante – para não dizer outra coisa – é que se for analisado o desempenho normal dessas figuras, verifica-se que essa preocupação toda nunca esteve no topo das suas prioridades. Ano eleitoral é assim mesmo. Lamentável!