JARDIM RADIALISTA

Bope e Gaeco prendem três e fecham laboratório de refino de cocaína

Na operação foram apreendidas droga, dinheiro e itens usados no preparo da droga
25/06/2019 16:29 - GLAUCEA VACCARI E THIAGO GOMES


 

Operação da Polícia Militar e do Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) fechou um laboratório de refino de cocaína, nesta terça-feira (25), no Jardim Radialista, em Campo Grande. Três pessoas foram presas.

Durante a manhã, policiais militares abordaram José Roberto Cersosin na Vila Jacy e, com ele, foram encontradas pequenas porções de cocaína. Durante entrevista, o suspeito repassou o endereço do local onde pegava a droga, na rua Edgar Lopes de Faria.

Equipes do Gaeco e do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar foram até a residência e constataram que no local funcionava o laboratório para refino de cocaína.

Foram apreendidos aproximadamente 35 quilos de cocaína, dividido em vários tabletes, além de balanças e outros petrechos usados para a manipulação da droga. Também foi apreendido dinheiro.

Além de José Roberto, que já tem passagens por trágico de drogas em 2007, também foi preso Edilson Fernandes dos Santos e uma outra pessoa.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".