Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

'QUERIDINHO'

Berço da cultura, culinária e ponto turístico, Mercadão é amado por MS

Prefeita decretou tombamento como patrimônio histórico e cultural

11 JAN 19 - 17h:16TERO QUEIROZ

A Prefeitura de Campo Grande assinou decreto nesta quinta-feira (10) para criação de uma comissão que irá cuidar do tombamento do Mercadão Municipal como patrimônio histórico e cultural. A ordem foi assinada pela Prefeita em exercício Adriane Lopes (PEN), e publicada no Diário Oficial do Município nesta sexta-feira (10). 

Importante para cultura e para a minuciosa história do povo sul-mato-grossense, assim é descrito o Mercadão Municipal de Campo Grande pelos consumidores que vão até o local pelos mais variados motivos. 

Fundado há 61 anos, o Mercadão é responsável pela conservação dos costumes da população. É o que conta o comerciante Sergio Costa, de 63 anos, que trabalha vendendo tabaco no local desde 1973. "Mercadão é história, é ponto turístico. Aqui o povo pode encontrar ervas medicinais, pastéis, alimentos variados, tudo... Isso aqui é um mundo para nós",  explicou orgulhoso. 

Sérgio Costa, de 63 anos. (Foto: Bruno Henrique / Correio do Estado

Com sua banca de vendas de tabaco, fumo de corda, cachimbos e charutos, Sergio conta que o Mercadão contribuiu para tudo que a família tem. "Tenho uma filha de 18 anos, uma esposa que me ajuda, tudo que temos devemos a esse lugar", ressalta. 

Com os corredores lotados de turistas e moradores da Capital, o grande espaço compreende uma área de 2.494 m2, 144 bancas e 79 boxes com variedade de recursos hortifrutigranjeiros, doces regionais, laticínios, peixes, ervas medicinais, farináceos, temperos, artesanato e quase todo tipo de alimentação.

O Mercadão recebe cerca de 5 mil clientes diariamente, que são atendidos pelos 223 varejistas e 500 trabalhadores do lugar.

Apesar de muito trabalho, o sorriso no rostro dos comerciantes e clientes deixa claro que a satisfação faz parte do cotidiano daquelas pessoas. Para o casal Bruno Fernandes, 28 anos, e Natália Escaravelo,  30, o lugar é característico pelas coisas simples. "Aqui compramos café, castanha, pimenta, mas com toda certeza nós passamos aqui sempre pelo pastel", disse Bruno.

Casados há 7 anos, Natália conta que é costume do casal sempre dar aquela 'passadinha' pelo local. "Aqui tem tereré, tem nossa cultura impressa em cada banquinha dessa. O pastel sem dúvidas é marca registrada pois o sabor é inigualável. Por isso passamos sempre aqui", ressalta Natália. 

Bruno e Natália são casados há 7 anos e se divertiam na busca por sapatos. Foto: Bruno Henrique. 

E o carinho pelo Mercadão não é uma característica só de campo-grandenses, pessoas de todo o Estado ressaltam a importância do estabelecimento. A camapuanense, Suamer Carmos, de 38 anos, viajou quase 150 quilômetros e não deixou de passar Mercadão para comprar um instrumento que é marca registrada dos sul-mato-grossenses. "Vim comprar uma garrafa para tereré. Sempre que venho a cidade passo por aqui, até mesmo para me lembrar do que estou precisando lá em casa. Aqui o preço é bom. E isso tudo aqui é história e cultura, a sabedoria de todo o povo em um só lugar", contou a mulher que é professora. 

Além de haver variedades no interior do mercado, com as incontáveis opções de para consumo, em frente há ainda impressa a cultura do povo indígena, que são mais tímidos, mas que na hora de atender um cliente interessado se prontificam a deixar a timidez um pouquinho de lado.   

Os 61 anos do Mercado Municipal Antônio Valente, será comemorado  dia 30 de Setembro e a novidade para esse ano é que o lugar será tombado como patrimônio histórico Cultural de Mato Grosso do Sul.  

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Fiéis enchem igrejas para as celebrações da Paixão de Cristo
SEXTA-FEIRA SANTA

Fiéis enchem igrejas para
as celebrações desta sexta

Pescador de 61 anos é flagrado com 300 metros de redes e pescado
TRÊS LAGOAS

Pescador é flagrado com 300 metros de redes e pescado

Chuva atrapalha procissão da Via-Sacra, mas não a fé dos espectadores
MORENINHAS

Chuva atrapalha procissão da Via-Sacra nas Moreninhas

Câmara de vereadores conclui cassação de 7 vereadores
LADÁRIO

Câmara de vereadores conclui cassação de 7 vereadores

Mais Lidas