Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

risco de assalto

Uso de capacete em postos
e prédios pode ser proibido

Projeto de lei agora segue para ser sanção do Executivo estadual

30 AGO 17 - 17h:56MARIANE CHIANEZI

Deputados estaduais aprovaram hoje projeto de lei 114/2017 que proíbe a entrada ou permanência de pessoas utilizando capacete em estabelecimentos comerciais em Mato Grosso do Sul. Lei segue para sanção ou veto do governo estadual.

Conforme projeto, lei abrange prédios e postos de combustíveis. No caso de motociclistas pararem para abastecer as motos, ele deverão retirar o capacete antes de uma faixa de segurança que precisará ser instalada.

Bonés, capuzes e gorros não foram incluídos nesta lei, ao não ser que uso destes objetos estejam sendo utilizados para ocultar a face.

Se for sancionada a lei, os comerciantes deverão colocar placa de informação, em até 60 dias após a publicação da lei no Diário Oficial, com orientações. A placa deve descrever: “É proibida a entrada de pessoas utilizando capacete ou qualquer tipo de cobertura que oculte a face”.

De acordo com o autor do projeto, deputado Eduardo Rocha (PMDB), segurança pública precisa de medidas para torná-la mais efetiva. Ele também ponderou que o Estado tem estrutura falha para dar conta de combater a criminalidade.

“Procuramos oferecer mais um instrumento de combate à violência, como forma de integrar a comunidade na discussão em relação à segurança pública", descreveu o deputado em sua justificativa.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

De janeiro a maio, Santa Casa <br>registrou 17 doações de órgãos
NESTE ANO

De janeiro a maio, Santa Casa registrou 17 doações de órgãos

Carros colidem, capotam e cinco pessoas ficam feridas em rodovia
MS-134

Carros colidem, capotam e cinco pessoas ficam feridas

Estudante de medicina abandona amigo ferido após carro capotar
PONTA PORÃ

Estudante abandona amigo ferido após carro capotar

Após cinco assassinatos em 7 dias, indígenas querem PM em Reserva
VIOLÊNCIA

Com 5 assassinatos em 7 dias, índios querem PM em Reserva

Mais Lidas