Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

PAISAGISMO

Árvores nativas e exóticas marcam nova Rua 14 de Julho

Última etapa da obra de revitalização da 14 já começou

11 OUT 19 - 09h:19ADRIEL MATTOS

Árvores nativas e exóticas foram plantadas ao longo da Rua 14 de Julho, no trecho revitalizado do projeto Reviva Campo Grande. A obra também contempla as calçadas, que ficaram mais largas para facilitar o fluxo de pedestres que passam e compram na região. 

Total de 180 unidades estão em fase de plantio na via. As espécies são ipês amarelo, roxo e branco, árvore da China, aldrago, pau-mulato, erva-mate, pau-ferro, jacarandá mimoso, lafontera da Amazônia, fruta de tucano e grandiuva. O plantio deve ser concluído até o fim deste mês.

Mais de 90% da obra já foi concluída, segundo a Engepar Engenharia, empresa contratada pela prefeitura – por meio de licitação – para executar os trabalhos.

“Estamos focados na finalização da obra, mesmo que, contratualmente, finalizaríamos em março de 2020, mas fizemos um compromisso com os lojistas e a prefeitura de entregar em novembro”, explicou o arquiteto Amilton Candido de Oliveira, supervisor dos trabalhos finais e diretor de relações institucionais da Engepar.

A previsão do município é entregar a via pronta – e já decorada para o Natal – no dia 29 de novembro. Também está prevista a retirada dos postes de energia e a instalação de rede subterrânea. Além disso, haverá bancos, bicicletários e até internet Wi-Fi gratuita.

OPINIÃO

Depois dos problemas com as obras, vendedores e clientes aprovaram a mudança. A vendedora Thiely Irala, 23 anos, acredita que o trânsito melhorou após as obras. “No começo, não gostei porque atrapalhou as vendas, mas agora ficou bom”, frisou.

Para a professora Fátima Cristina de Oliveira, 43 anos, as obras contribuíram muito para a cidade. “Facilitou o trânsito, o fluxo de pessoas e trouxe uma nova paisagem”, disse.

ALERTA

Alguns serviços mal foram concluídos e as pessoas já estão degradando a rua. Nos canteiros das árvores, a reportagem constatou quantidades consideráveis de lixo, o que já fez a Engepar adotar uma estratégia para minimizar o problema. 

“A população não tem muito cuidado com lixo, então começou a acumular muito nas arvoreiras, mas isso será resolvido. Vamos encher de cascas de árvores, da mesma forma que está sendo feito nas jardineiras e floreiras”, afirmou Oliveira.

VISITA

No fim de setembro, o prefeito Marcos Trad (PSD) acompanhou a professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro Sônia Rabello, especialista em direito urbanístico, para conferir de perto como ficou a via.

“Há dois anos eu estive por aqui e o Centro estava perdido. Aquele movimento de carros afastava os campo-grandenses do centro. Com esse calçadão, paisagismo, minha impressão é que daqui cinco anos haverá um movimento considerável de pessoas andando pela 14. Isso vai acarretar em um maior número de vendas para todos os comerciantes”, disse Sônia.

Já Trad afirmou que o resultado foi positivo, apesar de críticas e baixas expectativas. “As pessoas não acreditavam, queriam apenas uma maquiagem. Fizemos toda a execução, desde iluminação, área de descanso, paisagismo e embutimento de fios. Sofremos com críticas, mas creio que o final tenha sido feliz”, relatou.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Educação de MS é a nona melhor País em competitividade
RANKING NACIONAL

Educação de MS é a nona melhor País em competitividade

MEC divulga horário de provas do Enem em cada estado
EVITE ATRASO

MEC divulga horário de provas do Enem em cada estado

Crise do PSL trava projeto de reforma do Hotel Campo Grande, diz prefeito
PARADO

Crise do PSL trava projeto de reforma de hotel, diz prefeito

Prefeitura entrega novos ônibus e garante reforma de terminais em novembro
MAIS 20 VEÍCULOS

Prefeitura entrega novos ônibus e garante reforma de terminais em novembro

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião