Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 21 de janeiro de 2019

CONFRONTO

Após morte de suspeito, Bope e Choque são acionados para conter tumulto

Bruno Vieira Ortega morreu em confronto com a PM em Terenos

14 JAN 2019Por RENAN NUCCI09h:15

Suspeito identificado como Bruno Vieira Ortega, de 25 anos, que tem passagens por furto e tráfico de drogas, morreu em confronto com a Polícia Militar de Terenos, na noite de ontem. De acordo com boletim de ocorrência, ele atirou três vezes contra os policiais que revidaram com disparos de submetralhadora. Equipes do Batalhão de Operações Especiais (Bope), Batalhão de Choque e Força Tática do 1° Batalhão da foram acionadas para conter tumulto.

Conforme registro da PM, militares faziam rondas pela Rua Pedro Cesco, quando desconfiaram da atitude de um homem que estava de moto e, ao avistar a aproximação da viatura, saiu em alta velocidade. Foi dada ordem de parada, mas o suspeito não obedeceu, dando início a uma perseguição. Consta no relato policial que o homem, que posteriormente seria identificado como Bruno, seguia em alta velocidade, inclusive na contramão.

Ele acessou a rodovia BR-262 e, perto de um posto de combustíveis, seguiu para uma estrada vicinal no loteamento José Cardoso. Neste momento, ele supostamente efetuou três disparos contra os policiais que revidaram com uma submetralhadora. Antes de cair, Bruno dispensou a arma próxima aos trilhos. Ele foi socorrido pelos policiais e levado ao posto de saúde, mas não resistiu aos ferimentos e morreu enquanto era atendido.

Com ele os militares encontraram R$ 2.705 em espécie, um celular e documentos. Ainda conforme boletim de ocorrência, durante o atendimento, várias pessoas e familiares tentaram invadir o posto de saúde, danificando a porta. Foi solicitado apoio das unidades do Choque, Bope e Força Tática, para conter o tumulto, já que mais moradores se aglomeraram em frente à unidade de saúde. Mais tarde, os policiais voltaram ao local para buscas e acharam um revólver calibre 38 com três munições deflagradas. Caso foi registrado como homicídio decorrente de oposição da intervenção policial.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também