Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

REVIVA CAMPO GRANDE

Após meses parado, relógio da Rua 14 de Julho vai informar horário

Construção original tinha sido demolida na década de 1970

9 NOV 19 - 15h:53ADRIEL MATTOS

A prefeitura de Campo Grande começou a instalar na sexta-feira (8) o novo relógio da Rua 14 de Julho. Feito em ACM, um material acrílico de alta durabilidade, e composto de chapas de alumínio, o aparelho informará as horas, a temperatura e fará campanhas educativas. A primeira será a do Novembro Azul.

Projetada com perfis metálicos que reproduzem todos os detalhes do relógio original, a escultura é totalmente vazada. Durante as escavações, foi encontrada a fundação do relógio original que foi utilizada para a sustentação desta nova estrutura, criando um vínculo definitivo com a história da cidade.

A instalação da escultura metálica lembrando o antigo relógio, exatamente no ponto em que ele foi construído inicialmente, representa o resgate de parte importante da história da Capital. O projeto do novo relógio da 14 é dos arquitetos César da Silva Fernandes e Inácio Salvador, responsáveis pela remodelação da Rua 14 de Julho.

PARADO

Em janeiro deste ano, o Correio do Estado noticiou que o projeto original do relógio não previa que o monumento mostrasse as horas. Proprietário da empreiteira Engepar, responsável pelas obras do Reviva, Carlos Clementino disse à época que a estrutura será apenas como forma de homenagear o antigo relógio instalado no local na década de 30. “É um local marco na cidade, será uma forma de relembrar a nossa cidade; vamos resgatar um pouco daquela nossa memória”, justificou.

A estrutura prestará um tributo ao seu antecessor histórico demolido em 1970 e não funcionará como um relógio real. “É um canteiro que mostra que ali tinha um relógio, mas não vai funcionar como um, não vai marcar as horas”, ressaltou, acrescentando que o atual relógio instalado na Calógeras "provavelmente" continuaria no local.

HISTÓRICO

O relógio original da Rua 14 de Julho foi instalado em 1933, no cruzamento com a Avenida Afonso Pena, e se transformou em um símbolo do progresso e do processo de urbanização que Campo Grande vivenciava. O antigo relógio foi testemunho por quase três décadas de muitos carnavais, comícios políticos, footings, shows e namoros. A vida cultural da Cidade Morena circulava em torno dele.

No dia 7 de agosto de 1970, o relógio foi demolido. A reconstrução do monumento foi realizada por iniciativa do Rotary Club de Campo Grande e, no ano 2000, foi inaugurada uma réplica no cruzamento das avenidas Afonso Pena e Calógeras.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Nota premiada e Refis do TCE <br> foram aprovados em comissão
ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Nota premiada e Refis do TCE
foram aprovados em comissão

Escola que atende indígenas será fechada para ser sede da Fundesporte
EDUCAÇÃO

Escola que atende indígenas será fechada para ser sede da Fundesporte

Orçamento de R$ 15,8 bilhões é aprovado em primeira votação
LOA 2020

Orçamento de R$ 15,8 bilhões é aprovado em primeira votação

No Cepol, adolescentes infratores não vão se misturar com suspeitos adultos
NOVA 'DEPAC PIRATININGA'

Jovens infratores não vão se misturar com adultos no Cepol

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião