Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

OPERAÇÃO CIFRA NEGRA

Após habeas corpus, vereadores <br> de Dourados são soltos

Cirilo e Pepa tinham sido presos durante sessão na Câmara
02/09/2019 13:51 - IZABELA JORNADA


 

Os vereadores Cirilo Ramão (MDB) e Pedro Pepa (DEM), que tinham sido presos em plena sessão de julgamento que ocorria na Câmara dos Vereadores de Dourados, foram soltos neste domingo (1) após habeas corpus concedido pelo desembargador Divoncir Schreiner Maran. Porém, mesmo em liberdade, eles não poderão continuar o mandato.

Os vereadores foram alvos de mandados de prisão preventiva expedidos na última sexta-feira (30) pelo juiz Alessandro Leite Pereira, em substituição legal na 1ª Vara Criminal de Dourados. Eles são acusados pelo Ministério Público Estadual (MPMS) de descumprir medidas cautelares impostas em ação criminal.

De acordo com informações do site Dourados News, Cirilo e Pepa foram presos em 5 de dezembro do ano passado dentro da Operação Cifra Negra, que investiga suposto esquema de corrupção na Câmara de Dourados.

Eles estavam afastados do mandato por ordem judicial desde o dia 12 de dezembro e conseguiram retomar o cargo no dia 13 de agosto. 

JULGAMENTO

Mesmo as prisões de Pedro Pepa e Cirilo Ramão não impediram o prosseguimento da sessão de julgamento do vereador Junior Rodrigues (PL), acusado de crime de responsabilidade político administrativa. 

Em contato com a imprensa logo após o fato, o presidente da Casa, vereador Alan Guedes (DEM), disse que tinha quórum para a continuidade do ato. 

Felpuda


As várias e várias mensagens que vêm sendo trocadas em grupos fechados, e para poucos, são de que algumas alianças poderão acontecer, mas mediante a troca de comando em alguns órgãos importantes. Seriam entendimentos para atender siglas de matizes bem diversos que vêm tentando criar dificuldades para vender facilidades. Se as negociações forem concretizadas, tornarão os caminhos sem muitas barreiras. A conferir.