Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 14 de novembro de 2018

EM BRASILÂNDIA

Aluno que diz ter pacto com diabo tenta agredir jovens com estilete após ser chamado de Jesus

Investigado faz uso de medicamentos controlados e se torna violento com o apelido

14 SET 2018Por RAFAEL RIBEIRO15h:31

Dizendo ter um pacto com o demônio, aluno de 24 anos de um supletivo do Ensino Médio em escola estadual de Brasilândia tentou agredir colegas a socos, carteiradas e estilete entre a tarde e a noite da última quinta-feira (13). O motivo: tentar aabar à força com o apelido de Jesus que recebeu dos colegas.

O caso foi registrado na delegacia da cidade, após a direção da escola relatar que "é rotineiro a explosão violenta" do referido aluno, que faz uso de medicamentos controlados para fins psiquiátricos.

A coisa vem fugindo do controle nos últimos dias, quando o tal aluno passou a ficar mais tempo na escola, mesmo sendo estudante do período noturno, a pedido de seus familiares. Fato que fez com que as provocações aumentassem consideravelmente, com o referido apelido sendo dito constantemente.

Nesta quinta, segundo a polícia, a coisa começou cedo, quando um grupo de aluno por pouco não foi agredido a cadeiradas e mesadas após o chamarem pelo apelido.

Minutos depois, ele pulou o muro da escola e voltou com o estilete, dirigindo-se a um grupo de alunso que estava sentado e fazendo ameaças. Um professor que estava no local conseguiu acalmar os ânimos. O caso será investigado. Nenhum aluno ficou ferido fisicamente, mas apresentaram crise emocional profunda, com muito choro e medo de saírem na rua.

 

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também