Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 22 de setembro de 2018

MORTE A ESCLARECER

Advogado e professor universitário é encontrado morto por familiar

Último contato aconteceu no dia 2 de setembro pelas redes sociais

14 SET 2018Por ALINE OLIVEIRA16h:29

O advogado criminalista e professor universitário no curso de Direito, da Uniderp, Roberto Fauri, foi encontrado morto na residência onde morava, na noite de quinta-feira (13).

A Polícia Militar foi acionada pelo sobrinho, depois de receber uma mensagem nas redes sociais, de um ex-aluno, perguntando sobre o paradeiro da vítima, que não era vista há mais de uma semana. 

Diante da informação, o familiar ficou preocupado e tentou contato com o tio, que segundo ele, era reservado e sofria vários problemas de saúde, como diabetes, problemas do coração e depressão.

Chegando na residência foi informado pela vizinha que sentiu um mau cheiro vindo da casa do advogado e por isso acionou os militares.

O local precisou ser arrombado e o corpo foi encontrado no quarto com indícios de que a morte teria ocorrido há alguns dias. Na primeira verificação foi encontrado o celular, documentos pessoais e dinheiro dentro da carteira. 

Contudo, também foi encontrada uma pistola calibre ponto 380, duas espingardas e marcas de sangue no cômodo aonde foi encontrado o corpo. 

HOMENAGENS

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul (OAB/MS), publicou uma nota de pesar pelo falecimento de Roberto Fauri:

“Foi um grande amigo, professor, orientador, uma pessoa que contribuiu sobremaneira, não apenas para a Advocacia, mas para Psicanálise. A OAB lamenta profundamente sua morte”, citou o Presidente da Seccional, Mansour Elias Karmouche. 

A instituição na qual Roberto Fauri ministrava aulas também se manifestou: 

"É com profundo pesar que a Uniderp lamenta o falecimento do advogado Roberto Fauri, professor da instituição desde 1993. Dedicado à missão de educar e muito querido pelos colegas e alunos, o profissional possuía grande reconhecimento na área de Psicologia Forense e teve um papel relevante na formação profissional de centenas de acadêmicos sul-mato-grossenses. Sua perda entristece a comunidade universitária e a Uniderp se solidariza com os familiares e amigos".

*Matéria editada às 17h22 para acréscimo de informações

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também