Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 12 de novembro de 2018

tinha 17 anos

Populares encontram adolescente
morto com tiros na cabeça

Polícia vai investigar se execução tem envolvimento com tráfico

8 JUL 2017Por RENAN NUCCI09h:04

Brasileiro identificado como Renan dos Santos Espíndola, de 17 anos, foi encontrado morto por volta das 6 horas da manhã deste sábado, na fronteira com o Paraguai. Ele teria sido sequestrado e executores usaram pistola 9 mm no homicídio.

A suspeita é de que a vítima tenha sido executada, aparentemente com tiros na cabeça, em acerto de contas do crime organizado. Ainda não há informações sobre circunstâncias e autoria do crime.

Conforme apurado pela polícia local, o corpo estava na Colônia Cerro Corá, na região de Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia que divide a linha internacional com Ponta Porã.  

Populares que transitavam pela região o avistaram e acionaram as autoridades. Não é descartada hipótese de que a vítima estivesse envolvida com o tráfico de drogas. O caso é investigado.

Na região de Ponta Porã essa foi a segunda execução em menos de 24 horas. No distrito de Sanga Puitã, o comerciante João Cláudio Portilho, 42 anos, também conhecido como Joãozinho, morreu com tiros de pistola 9 mm.

O assassino chegou no comércio da vítima, fez os disparos e foi embora. Ninguém soube dar pistas à Polícia Civil brasileira para auxiliar nas investigações.

*Editada às 09h21 para acréscimo de informações.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também